Fale Conosco

2 de junho de 2009

Cesta básica de maio registra alta de 0,72% na Capital



O custo da cesta básica de maio, em João Pessoa, registrou aumento de 0,72% na comparação com abril. Em maio, o consumidor pessoense pagou R$ 175,98 para comprar os alimentos nos supermercados e feiras livres da capital. Os legumes foram o vilão do mês ao terem alta de 8,87% nos preços. No acumulado do ano, os valores dos produtos alimentícios apresentam queda de 1,37%. Já nos últimos 12 meses, eles subiram 1,30%. O levantamento foi divulgado, nesta terça-feira (2), pelo Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme).

Batatas, tomates e cebolas mais uma vez puxaram a alta de preços dos alimentos. Em maio, o consumidor teve que desembolsar R$ 26,52 para levar 12 kg de legumes para casa. Em abril, esses produtos custavam R$ 24,36 e subiram 10,93%. Isso fez com que a cesta chegasse a R$ 174,72 naquele mês, segundo a pesquisa do Ideme.

“Os preços dos legumes estão subindo por conta do intenso período chuvoso na Paraíba. Isso acaba prejudicando a safra e os preços dos produtos são repassados ao consumidor. A recomendação é pesquisar o valor dos alimentos antes de comprá-los”, orientou o gerente de Informações para o Planejamento do Ideme, Geraldo Lopes de Oliveira. Também contribuíram para o aumento de preços da cesta básica em maio: açúcar (2,15%), café (1,88%), raízes (1,24%), óleo de soja (1,10%), farinha de mandioca (1,02%) e leite (0,64%);

Técnicos do Ideme ainda descobriram redução de custo em quatro dos 13 produtos que compõem a cesta básica: frutas (6,43%), arroz (3,41%), margarina (1,49%) e feijão (1,41%); O pão francês e a carne continuam estáveis. Um trabalhador, que ganha um salário mínimo, precisou trabalhar 83 horas e 24 minutos para conseguir comprar a alimentação básica de maio.

Bartolomeu Honorato, do Ideme