Fale Conosco

4 de maio de 2009

Cerest quer ampliar rede de saúde do trabalhador na Paraíba



Ampliar a rede de saúde do trabalhador, criando centros regionais e núcleos de atendimento especializado em regiões estratégicas do Estado, é a meta do novo diretor do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), empossado no último dia 30 de abril, em solenidade presidida pela secretária-executiva da Saúde Estadual, Lourdinha Aragão.

O médico José Gomes da Silva Neto disse que vai trabalhar para instituir uma nova política de saúde do trabalhador na Paraíba. Lourdinha Aragão destacou a importância do órgão para a saúde do trabalhador. “O Cerest faz essa interlocução com o trabalhador, atendendo-o, valorizando-o e qualificando-o. Acreditamos que esse trabalho será intensificado nesta nova gestão”, disse.

O novo diretor do Cerest informou que o órgão vai estabelecer uma estratégia de ação participativa, empreendendo uma série de parcerias com os diversos segmentos que cuidam da assistência ao trabalhador, através do Sistema Único de Saúde (SUS), promovendo a integração de todos eles a uma rede estadual ligada à Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (Renast).

José Gomes da Silva Neto revelou que um seminário de especialização em saúde do trabalhador será realizado no segundo semestre, envolvendo os centros de referência regionais sediados em João Pessoa, Patos e Campina Grande, com a participação dos trabalhadores que atuam no SUS e que desenvolvem ações nessa área. “Será uma oportunidade para atualizarmos nosso corpo funcional e preparar um cronograma de trabalho”, acrescentou.    

Segundo ele, a proposta do Governo do Estado é criar centros municipais, inicialmente em Guarabira, Cajazeiras, Sousa e Caaporã, o que possibilitaria uma maior oferta e distribuição dos serviços. “Vamos ampliar a cobertura, estabelecer uma relação mais estreita com o próprio controle social e harmonizar nossa convivência com os trabalhadores”, enfatizou.  

O Cerest/Paraíba presta atendimento individual e coletivo visando a promoção e proteção à saúde, por meio do desenvolvimento de políticas que assegurem o controle de riscos e a prevenção de doenças relacionadas aos ambientes de trabalho. O órgão atua em várias áreas, oferecendo serviços, como consultas médicas, terapias ocupacionais, acupuntura, fisioterapia, além de desenvolver trabalhos com grupos ocupacionais e terapia corporal global.