João Pessoa
Feed de Notícias

Cerca de mil policiais garantirão segurança na Romaria da Penha

sexta-feira, 25 de novembro de 2011 - 17:30 - Fotos:  Secom-PB

Plano especial de segurança foi apresentado nesta sexta-feira. Foto:Secom-PB

Cerca de mil policiais civis, militares e bombeiros militares, além de uma equipe de peritos do Instituto de Polícia Científica (IPC) da Paraíba, vão trabalhar durante a 248ª Festa da Penha,em João Pessoa, garantindo a segurança dos fiéis. O plano especial de segurança foi apresentado nesta sexta-feira (25), durante uma coletiva à imprensa realizada na sede da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds), em Mangabeira.

A Polícia Militar vai empregar um efetivo de mais de 800 homens, em todas as modalidades de patrulhamento: a pé, moto, cavalaria e com cães, além do policiamento velado. Um termo de cooperação entre a Seds e a Prefeitura de João Pessoa também foi firmado para o acompanhamento do sistema de monitoramento por câmeras da STTrans. Policiais vão observar as imagens e orientar o policiamento distribuído ao longo do percurso.

A Polícia Militar elegeu oito pontos quentes, desde a concentração, na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, até o Santuário da Penha – nesses pontos, o emprego do policiamento será reforçado. A passarela na Avenida Pedro II será interditada, para evitar acidentes.

“Estamos atendendo à recomendação do governador Ricardo Coutinho, que nos pediu total empenho nesse evento, que possui um dos maiores público sem João Pessoa. Apolícia estará pronta para agir em qualquer situação e atender à demanda da população”, afirmou o coronel Francisco de Assis Castro, comandante do Policiamento Regional Metropolitana.

Os Bombeiros Militares vão disponibilizar cerca de 100 militares para os serviços prevenção e combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, prevenção de afogamentos e acidentes de praia, com efetivo de guarda-vidas na Praia da Penha.

Operação Sossego – Outra novidade no planejamento de segurança deste ano é o emprego da Operação Sossego. O trabalho conta com o envolvimento dos diversos órgãos: BPTran, Batalhão Ambiental, Detran, Semam, Sudema, Polícia Civil e Polícia Militar, com ações de fiscalização desde a concentração até o Santuário da Penha. A idéia é coibir, no início e no fim da festa, problemas como som alto e descumprimento da Lei Seca, entre outras irregularidades. A polícia também vai continuar o trabalho ostensivo até as 18h de sábado (26), garantindo a segurança da população durante a festa profana, após a procissão.

Já a Polícia Civil contará com um efetivo de 60 homens, entre delegados, agentes de investigação e escrivães. Também serão disponibilizadas equipes veladas de investigação ao longo de todo o percurso da procissão. Do IPC, será designada uma equipe formada por um perito criminal, um perito químico e um técnico em perícia para atender especialmente às ocorrências durante a romaria.

Ocorrências – Os fatos que ocorrerem no Centro da cidade, Jaguaribe, Trincheiras, Varadouro, Torre, até a comunidade São Rafael (passarela) deverão ser encaminhadas à Central de Flagrantes da região Oeste, localizada na 1ªDD, bairro de Cruz das Armas.

As ocorrências policiais que acontecerem da passarela da Comunidade São Rafael até a Praia do Seixas deverão ser encaminhadas à Central de Flagrantes da região Leste, localizada na 9ª DD,em Mangabeira. O GOEe as delegacias especializadas também funcionarão em regime de plantão durante todo o evento. Este ano, a expectativa da organização do evento é que a Romaria da Penha reúna mais de 300 mil pessoas.

O delegado geral da Polícia Civil, Severiano Pedro do Nascimento, lembrou ainda, as principais orientações da polícia. “É importante que a população haja de forma preventiva, atendendo às dicas de segurança. Evitar o uso de objetos de valor, levar dinheiro suficiente apenas para as despesas da noite e nunca dirigir após ingerir bebida alcoólica”, ressaltou.

Também participaram da coletiva, os assessores de ações estratégicas da Seds, o coronel Júlio César e o delegado Isaías Gualberto, representando o Corpo de Bombeiros, o major Erik, o sub-comandante do BPTran, major Valério, o delegado geral adjunto Antônio Werginaud e o diretor do IPC, HUmberto Pontes.

Serviços – Para registrar pequenas ocorrências, como furtos e perdas de documentos, a população não precisa se deslocar a uma delegacia. Basta usar o serviço da Delegacia Online, pelo endereço eletrônico www.delegaciaonline.pb.gov.br. A população também pode contar com os serviços 24 horas do Dique-Denúncia 197, para informar à polícia sobre crimes que estejam ocorrendo em seu bairro. A ligação é gratuita, de qualquer telefone, e não é preciso se identificar. Os números para atendimentos de urgência são: Polícia Militar 190, Samu 192 e Corpo de Bombeiros 193 e polícia Rodoviária Federal 191.