Fale Conosco

11 de dezembro de 2014

Centro de Referência da Mulher atende mais de 500 mulheres em dois anos de funcionamento em CG



As fotografias do Concurso Prêmio Fotográfico “Violência contra as Mulheres: Como enfrentar e Prevenir” serão expostas no Cine Teatro São José, em Campina Grande, marcando a comemoração, nesta sexta-feira (12), de dois anos de instalação do Centro Estadual de Referência da Mulher Fátima Lopes, coordenado pela Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana. Segundo a secretária Gilberta Soares, neste período 512 mulheres foram atendidas.

Ela adiantou que somente este ano, de janeiro até novembro, foram atendidas 351 mulheres. A maioria dos casos é de vítimas de violência física seguida de violência psicológica. “O serviço contribui para a consolidação da política de assistência e prevenção à violência contra as mulheres, especificamente na região da Borborema, atendendo 17 cidades. Além do atendimento psicossocial e jurídico, a equipe também visita cidades para fazer palestras e fortalecer a rede de atendimento”, disse Gilberta Soares.

O Centro foi inaugurado em 12 de dezembro de 2012 pelo governador Ricardo Coutinho, e integra a rede de atendimento às mulheres em situação de violência de gênero. Foi instituído por meio do Convênio 073/2010, parceria entre o Governo do Estado da Paraíba, por intermédio da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana (Semdh), e a Secretaria Especial de Política Pública (SPM) da Presidência da República.

Informações sobre o atendimento podem ser obtidas na Rua Pedro I, 558, no bairro São José. Telefone: 3342 9129.

Exposição – O Concurso Fotográfico “Como enfrentar e prevenir a violência contra as mulheres” foi realizado de acordo com edital nº 006/2013. A Comissão de Avaliação, composta por integrantes da Semdh, Funesc, UFPB e Cunhã Coletivo Feminista, pontuou as 12 fotografias inéditas produzidas por fotógrafos profissionais ou amadores.

As vencedoras foram: 1º Lugar, a fotografia “Não Mais ao Amor Violento”, de Rosemaire Wanderley Felix; em 2º Lugar, a fotografia “Não Permito”, de Mônica dos Santos Lins; e em 3º lugar, o vencedor foi Jocieldes Alves de Araújo, com a fotografia “Unidos Contra a Violência”.