Fale Conosco

9 de janeiro de 2013

Central de Transplantes registra aumento de procedimentos na Paraíba



A Central de  Transplantes da Paraíba registrou aumento de 79,21% no número de transplantes de rins em 2012. De acordo com a diretora geral da unidade, Gyanna Lys Montenegro, em 2011 foram realizados 29 procedimentos. No ano passado, o número foi ampliado para 52 cirurgias.

A doação de órgãos, ainda segundo a diretora da Central de Transplantes, é realizada após o diagnóstico da morte encefálica, determinado pelo Conselho Federal de Medicina. Ela explica que após a avaliação é oferecida à família dos potenciais doadores a oportunidade da doação e só ela decide se deseja doar. “É importante que, em vida, todos manifestem para os familiares o desejo de doar”, ressaltou.

Ainda de acordo com Gyanna Lys Montenegro, o Governo da Paraíba vem investindo na política pública de transplante no Estado. Foi montada uma equipe que atua no diagnóstico de morte encefálica de possíveis doadores de órgãos e tecidos no Hospital de Trauma de João Pessoa.

O serviço funciona em regime de plantão 24 horas e conta com a atuação de quatro profissionais, sendo três neurologistas e um neurofisiologista especialista em imagem. No Hospital de Trauma de João Pessoa funciona a comissão intra-hospitalar de doação de órgãos e tecidos para transplantes. Também foi formada a equipe de médicos, composta por um cirurgião geral, um cirurgião cardíaco, um urologista e um anestesiologista, que vem atuando efetivamente na captação de múltiplos órgãos a serem transplantados.

Educação continuada – A Central de Transplantes da Paraíba tem desenvolvido um trabalho de educação continuada nas escolas públicas e privadas, além de instituições universitárias e empresas. As ações visam divulgar o trabalho da Central de Transplantes e sensibilizar sobre a importância das doações.

Parcerias – Além das campanhas que são realizadas anualmente para incentivar a doação de órgãos e tecidos, a Central de Transplantes têm procurado firmar parcerias. Uma delas aconteceu ano passado quando dez padarias se engajaram na campanha de sensibilização e conscientização sobre a doação de órgãos e tecidos.

Nesses estabelecimentos foram entregues adesivos e panfletos. “A padaria é um local frequentado por muita gente. Chamamos atenção sobre a importância de doar órgãos e tecidos”, comentou o secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza.

Profissionalismo - A Central de Transplantes da Paraíba tem se preocupado com a formação dos profissionais de nível superior que trabalham dentro das instituições hospitalares, através de cursos de capacitação, tanto em João Pessoa quanto em Campina Grande, tornando-os instrumentos multiplicadores e parceiros da doação.

Qualquer dúvida sobre a doação de órgãos e tecidos pode ser esclarecida pelo telefone da Central de Transplante: (83) 3244-6192.