Fale Conosco

11 de maio de 2015

Central de Transplante promove palestras sobre a importância da doação de órgãos



A Central de Transplante da Paraíba, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (SES), promove nesta terça-feira (12), às 9 h, na sede da Cagepa, e na quarta-feira (13), às 9h30, no Hospital Arlinda Marques, ambos na capital, palestras para os funcionários das duas unidades sobre a importância da doação de órgãos. O objetivo é informar, tirar as dúvidas e promover a sensibilização sobre o assunto.

Na Cagepa, o tema da palestra é “Entendendo o Processo de Doação de Órgãos”, que será ministrada pela diretora geral da Central, a médica nefrologista Gyanna Lys. Já no  Complexo Hospitalar Arlinda Marques, o tema é “Identificação e Manutenção de Potencial Doador” e a palestrante será a gerente para assuntos estratégicos da Central de Transplante, Myriam Carneiro de França.

As palestras, que acontecem em várias instituições públicas e privadas de todo estado, fazem parte do Programa de Educação Continuada da Central, que prevê a divulgação do trabalho da Central de Transplante e da importância da doação de órgãos.

“Nós também fazemos muitos encontros em escolas e este ano temos uma lista de empresas que já estão sendo contactadas para que possamos propagar, cada vez mais, a cultura da doação, que tem como resultado salvar vidas”, disse a médica Gyanna Lys.

Pode ser doador qualquer pessoa com idade entre dois e 80 anos e que não apresente doença comprometedora do órgão ou tecido doado. Recebem os órgãos pacientes que necessitam de um transplante e estão inscritos na lista de espera. Após a retirada dos órgãos, o corpo é recomposto cuidadosamente e entregue à família.

Os órgãos doados passam por vários exames e, se for detectado algum problema, a exemplo de doença infecciosa, ou outras irregularidades, como córnea murcha, rasgada ou sem transparência, o órgão é descartado para preservar a integridade do paciente.  O telefone de contato da Central de Transplante é (083) 3244-6192.