João Pessoa
Feed de Notícias

Cendac disponibiliza apoio e formação profissional para jovens, adultos e idosos da Paraíba

segunda-feira, 29 de outubro de 2012 - 09:44 - Fotos:  Kleide Teixeira/Secom-PB

Ressocialização, inclusão no mercado de trabalho, oportunidade. Essas são metas que o Centro de Apoio à Criança e o Adolescente (Cendac) vem conseguindo atingir desde o início do ano. Através dos cursos profissionalizantes, oferecido para pessoas em situação de vulnerabilidade social, o Cendac já entregou aproximadamente 2.400 certificados das mais diversas modalidades de cursos em mais de 50 cidades do Estado da Paraíba. O objetivo, até o final do ano, é chegar a 3 mil pessoas capacitadas profissionalmente.

Nos últimos 8 meses, o Cendac profissionalizou jovens, adultos e idosos nas modalidades de cursos: Corte e Costura, Manicure e Pedicure, Artesanato, Textura em Parede, Editor de Imagens, Informática, Cuidador de Idosos, Garçom, Arte  Culinária, Auxiliar Administrativo, Montagem e Manutenção de Computadores, Estética, Cabeleireiro, Operador de Caixa, Recepcionista, Hotelaria e Vendedor. Cursos são realizados com apoio dos parceiros: Banco do Brasil, Fundo de Combate a Erradicação da Pobreza (Funcep), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Loteria do Estado da Paraíba (Lotep), Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e o Governo do Estado.

Inclusão social – Trabalhando sempre a questão da inclusão social no mercado de trabalho, a formação profissional e a oportunidade de crescer socialmente, o Cendac mostra, mais uma vez, que é uma ONG que se preocupa não só com os direitos das crianças e do adolescente, mas que busca a qualidade de vida das mulheres, sempre dando prioridade àquelas em situação de risco social.

Durante o período da capacitação, a instituição realiza o acompanhamento e a supervisão dos cursos. “Temos o compromisso de visitar todas as cidades durante a realização dos cursos. Só assim, podemos avaliar os professores e as necessidades de cada local. Em cada cidade visitada é realizada uma reunião com os instrutores onde eles aprendem a elaborar o relatório final de avaliação do curso. A equipe técnica do Cendac também avalia a frequência dos alunos inscritos.” Afirmou a presidente do Cendac, Valquíria Alencar.

Um dos projetos voltado para os adolescentes é o “Jovem Aprendiz”. Os participantes, todos estudantes da rede pública, são contratados por meio do Cendac que está conveniado ao Banco do Brasil. Os adolescentes devem ter de 15 a até 15 anos e 10 meses, e cursar, no mínimo, o 8º ano do ensino fundamental, com bom aproveitamento e frequência regular na escola, renda familiar de meio salário mínimo ou ter Bolsa Família.

Em contrapartida, o Banco do Brasil, proporciona ao jovem aprendiz um salário mínimo mensal, vale-transporte e vale-alimentação, 13º salário e férias coincidentes com o recesso escolar, seguro-saúde, além de curso de orientação profissional e material preparatório para a seleção externa BB.

Em 2012, foi atingida a marca de 36 jovens contratados em 20 cidades diferentes. Fazendo um comparativo com o ano passado, quando foram contemplados apenas 11 alunos de três municípios diferentes, foi um crescimento de mais de 200%

Atualmente, os cursos mais procurados são os de Cabeleireiro, Corte e Costura e Manicure e Pedicure. Profissões que muitas vezes podem ser exercidas na própria casa, o que faz com que as mães não se afastem dos seus filhos. Muitas não trabalham porque tem crianças pequenas e não tem com quem deixá-las.

Motivação – Na turma de Informática para Iniciantes, o aluno João Cândido, de 70 anos, chama atenção por ser um dos mais determinados. Ele ganhou um computador dos filhos, mas não sabia utilizá-lo. “Certa noite, estava com o computador ligado e não sabia como desligá-lo. Tive que acordar a minha neta para fazer isso. Depois desse dia, decidi que era hora de fazer um curso de informática. Hoje já ensino meus netos a criar atalhos na área de trabalho”, disse o aposentado.

Mas a preocupação do Cendac, além da capacitação profissional, é também com o lado emocional, principalmente das alunas. A vice-presidente do Cendac, Salete Freitas, ressaltou que “muitas vezes elas chegam desmotivadas, sem autoestima, desacreditadas.” Pensando nisso, em muitas cidades, antes do início das aulas, é realizada uma palestras motivacional.

Nesse momento é trabalhada a valorização profissional e emocional. As futuras alunas passam por uma transformação com direito a corte de cabelo, maquiagem, escova. “Elas saem do evento se sentindo lindas, capazes, felizes e com a autoestima renovada. Prontas e com vontade de aprender”, afirmou a vice-presidente do Cendac, Salete Freitas.

Este ano, o Cendac realizou a “1° Feira de Mulheres Artesãs da Paraíba”, onde 35 artesãs de 18 cidades tiveram a oportunidade de mostrar e comercializar os trabalhos. Muitas delas haviam concluído o curso de artesanato do Cendac. A despesa com a alimentação e a hospedagem das participantes do evento foi de responsabilidade do Cendac.

Em 2013, o objetivo é dobrar o número de alunos profissionalizados e o número de cidades. O Cendac fica na Avenida João Machado, 1094, no Centro de João Pessoa (vizinho ao Hospital Cândida Vargas). Mais informações pelo telefone: (83)3218-6529.