João Pessoa
Feed de Notícias

Cehap faz parceria com Prefeitura para construir novas casas em CG

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009 - 18:00 - Fotos: 

O presidente da Companhia Estadual da Habitação Popular (Cehap), Carlos Mangueira, esteve nesta quarta-feira (9) em Campina Grande e se reuniu com o secretário de municipal Planejamento, Alexandre Almeida, para firmar parceria destinada à construção de novas unidades habitacionais na cidade. A reunião também contou com a presença da secretária de Interiorização e da Ação do Governo, Ana Cláudia Nóbrega Vital do Rêgo.

Conforme explicou Carlos Mangueira, a idéia do governador José Maranhão é usar alguns terrenos públicos estaduais em Campina Grande para a construção de casas (ou apartamentos), tendo a Prefeitura Municipal como parceira do empreendimento, dando uma contrapartida de várias ações e na infraestrutura dos imóveis. A parceria também inclui o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal (CEF), a quem cabe a liberação dos recursos e a construção da obra.

Em princípio, a meta seria a construção de duas mil unidades habitacionais (casas), mas este número pode ser ampliado para três mil se forem construídos apartamentos. Seriam 16 blocos de apartamentos e um investimento financeiro da ordem de R$ 120 milhões. Para a construção das casas os recursos chegariam a R$ 80 milhões.

Inscrições – Carlos Mangueira disse que hoje na Paraíba o déficit habitacional gira em torno de 120 mil unidades habitacionais. Somente em Campina Grande, nas últimas inscrições realizadas, cerca de 16 mil pessoas buscaram adquirir um imóvel. Caso a parceria seja mesmo concretizada, depois de todo o processo de elaboração dos projetos e licitações, a previsão da abertura de inscrições é o mês de abril de 2010. O prazo de construção das unidades habitacionais é de um ano, por parte da Caixa Econômica Federal.

A determinação do governador José Maranhão é a de que a Cehap cumpra rigorosamente os critérios de seleção e entrega das novas unidades habitacionais, para que não ocorram problemas registrados em governos passados. Entre os critérios está o fato de que a escritura deve ser sair no nome da mulher, a mãe de família, já que geralmente os homens costumam vender o imóvel assim que tomam posse dele. Outros pontos são a destinação de 5% dos imóveis a famílias com pessoas idosas e 3% para as famílias que tenham pessoas portadoras de deficiências.

Obras inacabadas – Outro assunto tratado pelo presidente da Cehap em Campina Grande nesta quarta-feira foi a questão dos conjuntos habitacionais inacabados, a exemplo do Colinas do Sol e Novo Cruzeiro, onde as casas estão quase prontas e as obras paralisadas por vários motivos. Um desses motivos, conforme explicou Carlos Mangueira, está relacionado a defeitos nos projetos, mas todos já foram construídos e as obras serão retomadas em breve para a conclusão. A previsão é de que a partir de março de 2010 as unidades habitacionais comecem a ser entregues. Ao todo são 1.378 imóveis.

Já a secretária Ana Cláudia disse que além da entrega desses imóveis, “outra importante notícia é a construção de uma creche no Bairro da Glória, obra que foi incluída no projeto pelo governo atual. O projeto já está em andamento e em breve o governador Maranhão deve assinar a ordem de serviço para o início dos trabalhos”.

Apolinário Pimentel, da Secom Campina Grande