João Pessoa
Feed de Notícias

Cefor-PB realiza aula inaugural do curso de especialização para gestores de saúde

segunda-feira, 29 de junho de 2015 - 18:51 - Fotos: 

O Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-PB), unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB), realizou nessa terça-feira (30), em sua sede na Capital, a aula inaugural do “Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e Educação em Saúde”, vinculado ao Programa de Estruturação e Qualificação da Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde / Progesus II.

O evento contou com a presença de representantes da SES, do Ministério da Saúde, da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Fiocruz, do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/PB) e de gestores municipais e estaduais.

O curso, com duração de um ano, é ofertado pela ENSP, em conjunto com a SES-PB e o Cosems/PB, a 25 profissionais de nível superior com atuação na área de recursos humanos – técnicos e gestores das Secretarias de Estado e Municipais de Saúde da Paraíba. “É uma oportunidade para que os trabalhadores possam refletir sua rotina de trabalho através da educação e transformar suas práticas de maneira efetiva. O curso auxilia gestores a pensarem maneiras de aproximação da gestão do trabalho com o processo de educação em saúde”, afirmou o diretor do Cefor-PB, Fernando Lopes.

Esta é a segunda vez que a Paraíba sedia o curso (a primeira aconteceu em 2011). “A intenção é formar gestores especialistas na área de gestão do trabalho e da educação em saúde; apoiar e orientar o desenvolvimento de habilidades, gerando competências para as ações e atividades do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado”, explicou a coordenadora estadual do Progesus II, Tammy Lacerda. Ela disse, ainda, que, dessa forma, o trabalho de gestão cotidiano é potencializado e qualificado.

“Sendo qualificados, os gestores melhoram a ligação com usuários e com os próprios funcionários. Além disso, podem escutar as necessidades da população que, por sua vez, passa a entender as práticas para prevenir e tratar adequadamente as doenças”.

A aula inaugural teve como palestrante a pesquisadora da Fiocruz, Kátia Medeiros, de Pernambuco, com o tema A Política de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde no SUS: Renovação da Agenda e Desafios nas Diferentes Esferas. “A política de saúde só se faz com pessoas. Eu posso, por exemplo, adquirir uma tecnologia nova, mas essa tecnologia não substitui o trabalhador. Cuidar dessa política significa cuidar dos trabalhadores”, afirmou Kátia Medeiros.

Ela pontuou, também, que pensar a perspectiva de longevidade desses trabalhadores no sistema de saúde, dispositivos de avaliação e estímulo, formas de inserção e qualificação do trabalho faz com que eles respondam os desafios diários. “Um curso com este conteúdo se propõe a trabalhar com um elemento essencial da política de saúde que são os trabalhadores. Se a base parar, ou seja, o núcleo operacional do trabalho, o sistema também para e a população sofre as consequências e os efeitos”.

Kátia comentou, ainda, que na aula inaugural, foi feito um panorama de quais são os desafios dos gestores no ponto de vista da Paraíba. “O objetivo é passar para esses gestores que cada município tem suas especificidades, refletindo o desafio sobre o projeto da política de saúde e começar a provocar uma reflexão amparada na necessidade de mudança, de transformação do trabalho”, disse ela.

O regime do curso é semipresencial, com carga horária total de 464 horas/aula. A estrutura curricular será composta por três módulos de ensino. No primeiro, será visto o tema “Políticas Públicas e Gestão do Trabalho e Educação na Saúde”, com 60 horas/aula; no segundo, “Gestão da Educação na Saúde”, com 104 horas/aula, e “Gestão do Trabalho em Saúde”, com 132 horas/aula, no terceiro módulo.

O projeto acontece em todos os Estados do Brasil. “Nós temos visualizado um retorno muito positivo porque a partir do momento em que visitamos todos os Estados, temos contato direto com gestores e atores do projeto e vemos a importância do curso. É uma excelente oportunidade de qualificar e transformar uma área tão carente que é a área de gestão do trabalho”, afirmou o técnico especializado do Ministério da Saúde, André Luiz Rodrigues da Silva.

Tássia Brito é gerente de enfermagem do Núcleo de Enfermagem da Maternidade Frei Damião, unidade do Estado, e ficou feliz em participar do curso. “Eu me inscrevi com a expectativa de que vou poder trabalhar melhor. Tenho um núcleo de 350 profissionais de enfermagem e com esses novos conhecimentos poderei organizar melhor a instituição e direcionar o aprendizado para a prática no dia-a-dia”, afirmou.