João Pessoa
Feed de Notícias

CDRM recupera equipamentos e retoma perfuração de poços na Paraíba

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009 - 18:08 - Fotos: 

Quando assumiu a direção da Companhia de Desenvolvimento dos Recursos Minerais (CDRM) em março de 2009, o diretor-presidente do órgão, Iramir Barreto, encontrou “uma verdadeira situação de abandono de máquinas e equipamentos e também do prédio, localizado no Distrito Industrial de Campina Grande”. Oito meses depois, a situação é outra “e o resultado do esforço e do trabalho já pode ser visto e é reconhecido por todos”, disse.

Durante esse tempo, a gestão conseguiu com pouco dinheiro, criatividade e trabalho, “recuperar algumas máquinas perfuratrizes, caminhões compressores e outros veículos menores, que inclusive já estão sendo utilizados na perfuração de poços na região de Campina Grande”. O gestor garante que para chegar a essa nova situação, sempre contou “com o apoio e a sensibilidade do governador José Maranhão na alocação de verbas” e já investiu quase todo o dinheiro na compra de peças novas para os carros e máquinas que estavam completamente abandonados no pátio da CDRM, dentro de um matagal.

“Hoje já temos duas máquinas perfuratrizes recuperadas e estão praticamente novas, temos caminhões com compressores e já estamos trabalhando, mas ainda queremos mais. Já perfuramos um poço para a Cinep na região do Distrito de Galante e estamos aguardando apenas que o Projeto Cooperar nos requisite para perfurar mais poços, pois nosso objetivo é atender à demanda de água subterrânea do povo carente do interior da Paraíba, conforme determinação do governador José Maranhão”, disse Iramir Barreto.

Ele garante que hoje a oficina mecânica localizada na sede da CDRM trabalha diariamente na recuperação de peças e equipamentos, e na montagem das máquinas necessárias para o trabalho do órgão. Todo o material é utilizado na instalação de poços e a Companhia atua em duas vertentes: perfuração, recuperação e instalação de poços tubulares e na área de recursos minerais, fazendo pesquisas no setor.
 

Apolinário Pimentel, da Secom Campina Grande