Fale Conosco

5 de março de 2012

Casos descartados de dengue aumentam 15% na oitava semana epidemiológica



Aumentou 15,5% o número de casos descartados de suspeita de dengue na última semana, conforme dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES) da oitava semana epidemiológica. O boletim mostra ainda que, em comparação com os dados do ano anterior, o número de casos suspeitos deste ano são 87,4% menores.

Do dia 1º de janeiro até o dia 2 de março de 2011, haviam sido notificados 2.592 casos suspeitos da doença. Neste ano, o número, nesse mesmo período, é 329 – abaixo da média esperada para o período. A gerente de vigilância em Saúde, Júlia Vaz, destacou que os dados são positivos, mas que se pode baixar a guarda. “Temos que continuar efetuando ações de combate e prevenção, evitando os focos de proliferação dos mosquitos. O período chuvoso da região litorânea ainda vai começar e temos que redobrar nossa atenção e cuidado”, alertou.

Nesta semana, a equipe da Gerência de Vigilância em Saúde (Gevs) em parceria com os profissionais das Gerências Regionais de Saúde (GRS) e as Secretarias Municipais de Saúde (SMS) vai visitar as cidades de Santa Rita, Conde e Lucena. A SES está realizando visitas técnicas nos 35 municípios que receberam recurso extra do Ministério da Saúde para reforçar as ações de combate à dengue. As equipes já passaram pelas cidades de Cabedelo, Bayeux e Campina Grande.

Júlia Vaz explicou que, durante as visitas, são aplicados formulários de análise da execução do plano de contingência de cada município. “O plano de contingência é o cronograma de ações que cada cidade se comprometeu a cumprir com o Ministério da Saúde. Nós também oferecemos orientação técnica e ajuda para solucionar as deficiências identificadas durante a execução das ações”, explicou.

De acordo com a Portaria 2557 do Ministério da Saúde, a SES tem como obrigação acompanhar e orientar o cumprimento dos cronogramas de ações de controle, epidemiológicas e também de atenção básica.

Nos últimos dias 27 e 28 de fevereiro, a SES realizou, em João Pessoa, a qualificação de médicos e enfermeiros do novo manejo clínico da dengue com a participação de ministrantes do Ministério da Saúde (MS). Aproximadamente 800 profissionais de todo o Estado participaram da qualificação.

Dados
Casos notificados – 329
Dengue clássica – 30
Dengue com complicações – 2
Óbitos por dengue – zero
Descartados – 67
Em investigação – 230