João Pessoa
Feed de Notícias

Casa lotada marca abertura da temporada da Orquestra Jovem da Paraíba

sexta-feira, 27 de março de 2015 - 16:51 - Fotos: 

Em concerto composto por três peças nunca executadas em João Pessoa, a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abriu a temporada 2015 de concertos nessa quinta-feira (26), na Sala Maestro José Siqueira. O público paraibano compareceu a apresentação e lotou a casa para assistir ao espetáculo, que contou com uma surpresa especial, um “biss” popular que agradou e contagiou aos espectadores.

Há 18 anos à frente da OSJPB, o maestro Luiz Carlos Durier avaliou como positiva a primeira apresentação. “Achei nossa estreia maravilhosa, casa lotada, sinal que o nosso público reconhece e aprecia o trabalho da OSJPB, o talento dos nossos meninos”, comentou.

O concerto iniciou com “Abertura Fierrabrás, D796”, do austríaco Franz Schubert. Fierrabrás, seguido da composição de Georges Hue, “Fantasia para Flauta e Piano”, que teve a participação do flautista Renan Rezende. Após a peça, o solista foi aplaudido de pé pelo público, e o músico, que é ex-integrante da Jovem, retribuiu o carinho presenteando os espectadores com um solo de flauta, quebrando o protocolo do programa da Orquestra. A terceira música da noite foi parte das composições de Dvorak do conjunto denominado “Danças Eslavas Op.46”.

Antes do início das execuções das peças, o maestro explicou o contexto das obras do repertório com o intuito de situar o público e trazê-lo para mais perto da OSJPB.  Também nesse intuito, o grupo preparou uma surpresa para os espectadores, um “bis” diferenciado.  Em vez de repetir uma das obras, como é de costume nas apresentações artísticas, o maestro Durier inovou trazendo uma peça surpresa, não anunciada no programa. Na noite dessa quinta-feira, a popular “Tico-Tico no Fubá”, do compositor Zequinha de Abreu, imortalizada na voz de Carmen Miranda, foi o presente que fechou o primeiro concerto oficial da Orquestra Jovem da Paraíba.

Hoje composta por 69 músicos, a qualidade musical da Orquestra Jovem vem sendo reconhecida. Somente neste ano, o grupo está sendo requisitado para apresentações em cidades também de outros estados, como Maceió e Natal. “Estão chegando os convites e estamos fazendo o possível para atender a esses chamados de outros estados, mas daremos prioridade às apresentações nos municípios paraibanos. A Orquestra Jovem precisa chegar a outras cidades da Paraíba e assim faremos. Nessas apresentações, pretendemos trabalhar em parceria inclusive com músicos das cidades visitadas, convidando sempre um para fazer uma participação com a Sinfônica”, explicou Durier.