Fale Conosco

27 de março de 2015

Casa lotada marca abertura da temporada da Orquestra Jovem da Paraíba



26.03.15 orquestra sinfonica jovem©robertoguedes 9 270x191 - Casa lotada marca abertura da temporada da Orquestra Jovem da ParaíbaEm concerto composto por três peças nunca executadas em João Pessoa, a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba abriu a temporada 2015 de concertos nessa quinta-feira (26), na Sala Maestro José Siqueira. O público paraibano compareceu a apresentação e lotou a casa para assistir ao espetáculo, que contou com uma surpresa especial, um “biss” popular que agradou e contagiou aos espectadores.

26.03.15 orquestra sinfonica jovem©robertoguedes 8 270x191 - Casa lotada marca abertura da temporada da Orquestra Jovem da ParaíbaHá 18 anos à frente da OSJPB, o maestro Luiz Carlos Durier avaliou como positiva a primeira apresentação. “Achei nossa estreia maravilhosa, casa lotada, sinal que o nosso público reconhece e aprecia o trabalho da OSJPB, o talento dos nossos meninos”, comentou.

26.03.15 orquestra sinfonica jovem©robertoguedes 17 270x191 - Casa lotada marca abertura da temporada da Orquestra Jovem da ParaíbaO concerto iniciou com “Abertura Fierrabrás, D796”, do austríaco Franz Schubert. Fierrabrás, seguido da composição de Georges Hue, “Fantasia para Flauta e Piano”, que teve a participação do flautista Renan Rezende. Após a peça, o solista foi aplaudido de pé pelo público, e o músico, que é ex-integrante da Jovem, retribuiu o carinho presenteando os espectadores com um solo de flauta, quebrando o protocolo do programa da Orquestra. A terceira música da noite foi parte das composições de Dvorak do conjunto denominado “Danças Eslavas Op.46”.

26.03.15 orquestra sinfonica jovem©robertoguedes 13 270x191 - Casa lotada marca abertura da temporada da Orquestra Jovem da ParaíbaAntes do início das execuções das peças, o maestro explicou o contexto das obras do repertório com o intuito de situar o público e trazê-lo para mais perto da OSJPB.  Também nesse intuito, o grupo preparou uma surpresa para os espectadores, um “bis” diferenciado.  Em vez de repetir uma das obras, como é de costume nas apresentações artísticas, o maestro Durier inovou trazendo uma peça surpresa, não anunciada no programa. Na noite dessa quinta-feira, a popular “Tico-Tico no Fubá”, do compositor Zequinha de Abreu, imortalizada na voz de Carmen Miranda, foi o presente que fechou o primeiro concerto oficial da Orquestra Jovem da Paraíba.

Hoje composta por 69 músicos, a qualidade musical da Orquestra Jovem vem sendo reconhecida. Somente neste ano, o grupo está sendo requisitado para apresentações em cidades também de outros estados, como Maceió e Natal. “Estão chegando os convites e estamos fazendo o possível para atender a esses chamados de outros estados, mas daremos prioridade às apresentações nos municípios paraibanos. A Orquestra Jovem precisa chegar a outras cidades da Paraíba e assim faremos. Nessas apresentações, pretendemos trabalhar em parceria inclusive com músicos das cidades visitadas, convidando sempre um para fazer uma participação com a Sinfônica”, explicou Durier.