João Pessoa
Feed de Notícias

Casa do Artesão Paraibano será revitalizada

sexta-feira, 10 de agosto de 2012 - 17:52 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

Foto: Walter Rafael/Secom-PB

A Casa do Artesão Paraibano, localizada na Rua Maciel Pinheiro, em João Pessoa, receberá serviços de reforma. O edital de licitação foi publicado no Diário Oficial do Estado e a Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan) ficará a cargo da restauração, que deverá ser concluída até seis meses após o início das obras. Serão investidos mais de R$ 742 mil.

De acordo com o secretário de Estado de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Renato Feliciano, a reforma representa uma grande conquista para os artesãos. “Agora eles terão um espaço digno e revitalizado para comercializar suas peças, aumentando sua renda e também recolocando a Casa do Artesão no cenário turístico da Capital”, comentou.

Segundo o chefe da Divisão de Estudos e Projetos da Suplan, Évio Barbosa de Lima, as obras de recuperação contemplarão o piso, paredes, revestimentos, esquadrias, instalações elétricas e hidráulicas, além de pintura e paisagismo na frente da Casa. “Toda a reforma está sendo planejada juntamente com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), já que a Casa do Artesão está localizada em uma área tombada”, informou.

A Casa do Artesão foi criada em 1983 e foi a primeira loja de artesanato da Capital, funcionando por muitos anos como centro de distribuição das peças. Conta com 62 boxes, mas, atualmente, apenas cerca de 40 artesãos comercializam no local. As peças são de diversas tipologias, como: cestaria, cipó, vime, cerâmica, entalhe, brinquedos populares, entre outras.

Foto: Walter Rafael/Secom-PB

“A expectativa é muito grande por essa reforma. A gente lutou durante 15 anos por melhores condições de infraestrutura na Casa. Agora, contamos com o Governo para revitalizar e resgatar a história desse lugar que foi a raiz de todo o artesanato do Estado e muita gente não conhece”, disse o artesão Dimas Matias da Silva.