João Pessoa
Feed de Notícias

Casa do Artesão Paraibano incentiva cultura no Centro de João Pessoa

sexta-feira, 4 de julho de 2014 - 19:03 - Fotos: 

A Paraíba tem mais um espaço para comercialização e desenvolvimento do artesanato. O Governo do Estado inaugurou, nesta sexta-feira (4), a Casa do Artesão Paraibano. O prédio histórico, localizado na Rua Maciel Pinheiro, no Centro de João Pessoa, foi revitalizado com investimentos de R$ 885 mil. De acordo com a coordenadora do Programa de Artesanato Paraibano (PAP), a primeira-dama do Estado, Pâmela Bório, além de impulsionar a economia, a obra vai dar mais conforto aos artistas e fortalecer a cultura paraibana.

“É um grande momento de valorização da nossa cultura. O artesanato é a identidade de um povo, que é manifestada por mãos inovadoras. Esta Casa está sendo reprogramada. Não se trata de uma simples reforma, é um espaço muito importante para a Capital paraibana. O desafio é torná-lo um centro de atividades constantes”, observou a primeira-dama.

Além dos 44 boxes externos, onde os artesãos poderão comercializar suas criações, o espaço disponibiliza um salão de vendas, um auditório e uma oficina de mestres artesãos. Foi realizada drenagem, esgotamento sanitário paralelo e reforma do casario e dos boxes.

Para a gestora do PAP, Ladjane Barbosa, além de seguir padrões técnicos que prezaram pela estrutura original da construção do século XVIII, o projeto foi planejado para dar qualidade de vida aos artesãos. “É mais um equipamento restaurado, revitalizado para dar dignidade às pessoas que aqui trabalham. O mais importante é isso. Vamos disponibilizar tudo  para que os turistas que cheguem aqui possam encontrar uma estrutura completa e um bom atendimento”, destacou.

A artesã Ana Regina, que falou em nome dos colegas, agradeceu a iniciativa e lembrou que ela será fundamental para reforçar o orçamento dos artistas. “Esse espaço, que durante tantos anos ficou no abandono, é devolvido para que todos possam trabalhar, desenvolver as atividades e sustentar as famílias. Foi uma luta, mas não é uma utopia, é uma realidade. Nós fazemos um trabalho bem feito e a Casa do Artesão vem restaurar a nossa dignidade. Nosso trabalho já é exportado e vamos revelar isso para o mundo”, planeja a artesã. “Enfrentamos problemas sérios, mas não cruzamos os braços e fomos à luta. Desejar é o primeiro passo e vamos conseguir”, reforçou a diretora da Casa, Monjana Gonçalves.