João Pessoa
Feed de Notícias

Cartaxo abre audiência pública sobre investimentos na região geoadministrativa de JP

sexta-feira, 18 de setembro de 2009 - 15:21 - Fotos: 
O Governo do Estado está falando menos e escutando cada vez mais os órgãos representativos da sociedade para elaborar o Plano Plurianual (PPA) a ser enviado à apreciação da Assembléia Legislativa até o final do mês, segundo informou o vice-governador Luciano Cartaxo, nesta sexta-feira (18), durante a abertura da audiência pública para tratar de investimentos na região geoadministrativa de João Pessoa, composta de 25 municípios, e que acontece no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas na Paraíba (Sebrae-PB), em João Pessoa. Ele lembrou que a administração estadual está preparando outro plano estruturante a ser executado de 2011 a 2025.

Segundo Luciano, a realização desses planos com base nas reivindicações da sociedade é uma proposta recomendada pelo governador José Maranhão, destinada à elaboração do orçamento participativo do Estado, que foi dividido em 13 regiões e as discussões iniciaram pela cidade de Cajazeiras, passando por outras 11 regiões e vão terminar em Pombal. “Estamos abrindo estes espaços públicos para uma discussão pela sociedade do plano do orçamento e um projeto de recuperação da Paraíba em longo prazo, a ser executado até 2025, com obras estruturantes, apresentando os rumos a seguir independente de quem esteja no Governo”, comentou.

Reconstrução – O vice-governador observou que “a idéia é discutir não apenas o Plano Plurianual e o orçamento de 2010, mas que se tenha uma conclusão do projeto de reconstrução do Estado, mais audacioso e que vai de 2011 a 2025. Queremos deixar uma linha a ser seguida, com uma política que contemple o desenvolvimento da Paraíba”, comentou.
    
Ele destacou que se trata de um espaço democrático, bem diferente de como era realizado no passado, onde se possa pensar no crescimento da Paraíba e o governo vem ouvindo a sociedade, coletando as idéias e o pensamento dos segmentos organizados. “São reivindicações que surgem de forma objetiva, representando o que a população está querendo de forma mais imediata, essas que o governo já vem encaminhando com certa facilidade e outras que são mais estruturantes, que demandam um pouco mais de tempo”, explicou.

Prioridades – O secretário do Planejamento e Gestão (Seplag), Ademir Alves, informou que mesmo ainda em fase de coleta de sugestões, já se pode ter uma noção das prioridades apresentadas, que são justamente nas áreas de saúde, educação e de mais segurança. O secretário da Receita, Anísio Carvalho, disse que com relação aos investimentos com recursos do Tesouro Estadual existe uma previsão de arrecadação destinada a essa finalidade.
    
O presidente da Federação da Agricultura e da Pecuária da Paraíba, Mario Borba, cuja entidade tem participado de todos os eventos, disse que o setor rural faz propostas no sentido da melhoria da qualidade das estradas, principalmente nas regiões do Brejo e Litoral, onde existe um forte potencial produtivo, especialmente da cana-de-açúcar. As rodovias da região de Areia, Alagoa Grande, Pilões e Serraria, por exemplo, onde há uma previsão de colheita 100 mil toneladas de cana neste ano, estão carentes de reparos.

 
 
 
José Nunes, com fotos de Walter Rafael, da Secom-PB