João Pessoa
Feed de Notícias

Carnaval 2012 tem balanço positivo na Paraíba

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012 - 19:26 - Fotos: 

A Paraíba registrou redução de 14% no número de homicídios este ano, em relação ao período carnavalesco do ano passado. Entre os dias 17 e 21 de fevereiro deste ano, foram 24 homicídios, enquanto em 2011 foram 28, com significativa redução das mortes em João Pessoa (38%), na região metropolitana da Capital (33%) e no Sertão (50%). Os dados foram apresentados na tarde desta quarta-feira (22) ao governador em exercício Rômulo Gouveia, durante reunião de avaliação da Operação Carnaval 2012, no Palácio da Redenção.

Representantes da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds), do Instituto de Polícia Científica (IPC), da Secretaria de Estado da Saúde (SES), da Defesa Civil e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) se reuniram para analisar os trabalhos realizados durante o período carnavalesco. De posse dos resultados, Rômulo fez uma avaliação positiva dos resultados e destacou o cumprimento do plano de operações traçado na semana passada. “Graças ao trabalho preventivo das polícias nos locais dos eventos, não aconteceu nenhum incidente grave, o que deu uma mais tranquilidade aos foliões”, disse.

Segundo dados da Seds, foram registrados dez homicídios em João Pessoa este ano, enquanto em 2011 foram 16, representando uma redução de 38%; na região metropolitana foram 14 este ano, ao passo que no ano passado chegou a 21 – uma redução de 33%. Também foram registrados crimes letais contra a vida na região de Guarabira (um), na região de Campina Grande (cinco) e na região de Patos (dois).

De acordo com o governador em exercício, o trabalho realizado pelos mais de sete mil homens das policiais Civil, Militar e Corpo de Bombeiros, a realização de duas grandes operações – em Patos e em Baía da Traição – e o auxílio do monitoramento eletrônico com câmeras refletiram em maior tranquilidade nos locais de festejo. “O Estado tem conseguido reduzir os índices de crescimento de homicídios e, por outro lado, aumentou as prisões e as apreensões de armas e drogas. Nosso compromisso é trazer paz aos paraibanos”, completou.

O titular da Seds, Cláudio Lima, ressaltou que a redução dos crimes contra a vida foi bastante significativa, principalmente por não terem sido registradas ocorrências graves nos grandes blocos e eventos de rua.  “Quem brincou o Carnaval presenciou um número elevado de policiais nas ruas e, principalmente, um empenho maior de cada um, do soldado ao coronel”, enfatizou.

Lima disse ainda que as ações preventivas e o reforço do policiamento nos locais das festas, bem como as operações realizadas em Patos e no Litoral Norte, garantiram a redução dos crimes em relação aos últimos anos. Ele defendeu a disseminação da “cultura de paz” para a diminuição da violência.

Saúde – Os números preliminares de atendimento de pessoas vítimas de acidentes no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa reduziram 15% em relação ao ano passado. O balanço final será feito à zero hora desta quinta-feira (23), com o encerramento da Operação Carnaval nas estradas.

O secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, destacou que o trabalho integrado entre os órgãos de segurança e as equipes de saúde, aliado às campanhas de prevenção do uso do álcool, contribuiu para a redução de acidentes e crimes violentos. “Isso é fundamental para a redução de custos com a saúde e dos casos de violência contra a pessoa”, avaliou.

Balanço – Durante o período do Carnaval, cerca de cem pessoas foram presas em flagrante em todo o Estado, e 28 armas e 13 veículos foram apreendidos, como também drogas (crack, cocaína e maconha). O Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) registrou 1.709 atendimentos e o Corpo de Bombeiros realizou oito atendimentos a acidentes de trânsito, 34 resgates de afogamento – sem nenhuma vítima fatal – e 64 atendimentos pré-hospitalares.

“É importante ressaltar que, nos locais onde aconteceram os eventos principais, a tranquilidade prevaleceu, as ocorrências se reduziram a praticamente zero e a população pôde festejar com muita segurança. Isso mostra que a polícia fez um excelente trabalho, antes e durante o período carnavalesco”, salientou Cláudio Lima.