Fale Conosco

1 de fevereiro de 2013

Capacitação vai ampliar atendimento odontológico do SUS



O Ministério da Saúde, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), Fundação Centro Integrado de Apoio ao Deficiente da Paraíba (Funad) e a Universidade Aberta do SUS, vai promover a “Capacitação de Profissionais da Odontologia Brasileira Vinculados ao SUS para Atenção e Cuidado da Pessoa com Deficiência”. Os gestores terão até 18 de fevereiro para indicar os profissionais de odontologia que vão participar da qualificação. Serão oferecidas 322 vagas para profissionais de Atenção Básica e 32 para o Centro de Especialidade Odontológica (CEO).

De acordo com o coordenador Estadual da Qualificação, Fernando Lopes, essa é a primeira vez que esse tipo de curso é oferecido para os profissionais da área de Odontologia do PSF e CEO.  “O curso é de extrema importância, pois vai melhorar o acesso das pessoas com deficiência ao serviço público no Estado, além disso, os profissionais vão ser certificados pela Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde, da UFPE, pela qualificação na área”, destacou o coordenador.

O objetivo do curso é aumentar a cobertura de atendimento na atenção básica e especializada, capacitando o profissional de Odontologia, com vínculo empregatício no SUS, para atuação frente às pessoas com deficiências, passíveis de tratamento clínico-cirúrgico, mediante o estudo e o treinamento dos princípios doutrinários, dos materiais, das técnicas e dos recursos tecnológicos utilizados na área, dentro de uma concepção humanística, nas dimensões científica, técnica, clínica, ético-moral e prospectiva.

O público alvo será os cirurgiões-dentistas (CDs) e auxiliares de saúde bucal (ASBs). O curso constará de 120 horas pelo sistema de educação à distância (base teórica) e 40 horas de prática clínica supervisionada e orientada pelos tutores, além de dois encontros presenciais entre tutores e estudantes para apresentação do curso e avaliação. Após a finalização da capacitação, todos os participantes receberão certificados emitidos pela UFPE.

Critérios para definição dos participantes 

1) Os profissionais a serem capacitados deverão ser indicados pelos gestores municipais e coordenadores estaduais, e terão sua matrícula efetivada de acordo com o número de vagas e critérios determinados pelo Ministério da Saúde;

2) O profissional a ser capacitado não poderá se auto-indicar;

3) A indicação dos profissionais, pelos gestores, será feita por meio de um formulário eletrônico disponível no site da UNA-SUS. O prazo é até 18 de fevereiro de 2013. Ao fazer a indicação on-line, o gestor deverá enviar ofício com a indicação para o fax 3218-7423 (GEAS – SES/PB).

4) A efetivação da matrícula, dos profissionais indicados pelos gestores, será feita por meio do sistema de inscrição disponível no site da UNA-SUS, no período de 19 de fevereiro a 10 de março. Só terão sua matrícula efetivada os profissionais de municípios que se enquadrarem nos critérios determinados pelo Ministério da Saúde e número de vagas, para isso, os profissionais receberão orientações por email;

5) Os custos referentes aos deslocamentos dos estudantes para realização das atividades clínico-assistenciais (40h) serão contrapartida dos municípios.

Em caso de dúvidas e esclarecimentos, as pessoas podem entrar em contato com a coordenação estadual da capacitação pelo telefone: (083) 3218-7423.