João Pessoa
Feed de Notícias

Capacitação incentiva formação de profissionais que atuam com reciclagem de resíduos na Paraíba

quarta-feira, 5 de abril de 2017 - 10:58 - Fotos:  Cláudia Belmont

Foi iniciada, na terça-feira (4), a formação de nivelamento das atividades do Projeto de Fomento a Empreendimentos Econômicos e Solidários atuantes com Resíduos Sólidos no Estado da Paraíba. O evento é realizado na Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba – ESPEP, em João Pessoa. Serão dois dias de capacitação, 15 profissionais de várias áreas participam de palestras, debates e dinâmicas de grupo.

No período de 13/12/2016 a 03/01/2017 foi lançado pela ESPEP o edital Nº. 003/2016, para contratação de profissionais na execução deste Projeto. Educador social, catador (mobilizador), técnico administrativo, pedagogo e técnico da comunicação, foram selecionados para trabalhar diretamente com os catadores no processo de identificação, sensibilização e mobilização, serão cadastrados de 1.800 catadores nos 31 municípios contemplados, nas regiões do Litoral, Borborema e Sertão.

O Projeto de Fomento a Empreendimentos Econômicos e Solidários atuantes com Resíduos Sólidos tem um conjunto de objetivos como; realizar apoio educacional, formação básica em Economia Solidária e Gestão de Resíduos Sólidos, desenvolver o Plano de Negócios para 370 catadores, e, sobretudo, fortalecer dez empreendimentos para impulsionar um modelo Piloto de Gestão de Resíduos Sólidos. Entre os municípios beneficiados pelo Projeto, 10 foram indicados para a implantação da Coleta Seletiva, promovendo com isso, a inclusão socioeconômica dos catadores no trabalho justo e solidário.

A iniciativa é vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano por intermédio do convênio com Ministério do Trabalho e Emprego/Secretaria Nacional de Economia Solidária – SENAES.

Durante três anos, o Governo do Estado através da Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária (SESAES) órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (SEDH), desenvolve diversos projetos e ações para fomentar e fortalecer a política de catadores da Paraíba.

Atualmente, 15 grupos de empreendimentos das regiões do Sertão, Zona da Mata, Brejo e Agreste recebem periodicamente cursos de formação e assessoramento técnico, além das entregas de equipamentos para as cooperativas e associações. Cerca de 2.300 catadores são beneficiados com as ações do Governo do Estado.

Para o catador e mobilizador Francisco Rosa da Silva, de 65 anos, a capacitação vai ser um aprendizado importante para sua vida, ganhar mais conhecimento para passar para os demais. “Além de ser catador, eu também trabalho orientando pessoas que vivem nas ruas desgarradas e uno forças na luta contra as drogas, dando trabalho e uma vida mais digna, ensinando que ao se tornar catador ele faz sua própria renda, que acima de tudo precisa ter interesse para crescer e que o nosso trabalho dá condições para ganharmos o pão de cada dia de maneira honesta”, lembrou.

Já a superintendente da Espep, Luciane Coutinho, considera um momento significativo para o segmento dos catadores. “Será através desse Projeto que iremos identificar, conhecer e mapear quem são essas pessoas que trabalham em área de vulnerabilidade, de forma elas vivem, como elas trabalham, e que elas precisam também ser reconhecidas como produtores de conteúdo. A gente precisa entender que, para além dos nossos muros, existem outras realidades, e que essas realidades são necessárias e precisam ser respeitadas”, reforçou Luciane.

A formação ocorre até esta quarta-feira (5), com a palestra da Executiva Ana Paula Almeida que fará uma análise de conjuntura – Economia Solidária no Estado da Paraíba, e da Professora Dra. Fátima Araújo/UEPB, Resíduos Sólidos – Organização dos catadores a partir das cadeias da nova lei 12305/2010 da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS.

Uma ação do Governo do Estado, realizada por meio da Secretaria Executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária (SESAES) órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (SEDH), em parceria com a Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep).