João Pessoa
Feed de Notícias

Canil da PM recebe novos cães para reforçar combate às drogas na Paraíba

terça-feira, 16 de dezembro de 2014 - 10:50 - Fotos:  Wagner Varela/Secom-PB

O Governo do Estado adquiriu 14 novos filhotes de três raças diferentes para o Canil do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar. Os animais, que vão auxiliar o policiamento, principalmente nas ações contra o tráfico de drogas, têm entre dois e cinco meses de idade e passarão por uma fase de treinamento que deve durar cerca de um ano e meio.

“Neste período, os cães criam vínculos com os policiais que irão prepará-los para as atividades, que consistem em localizar drogas, armas e pessoas. É nesta fase de adaptação que os bichos passam a entender o que queremos deles, tornando-se importantes aliados nas atividades de segurança pública”, explicou o médico veterinário e comandante da Companhia de Policiamento de Cães do Bope, capitão Deuslânio Menezes.

As três raças adquiridas pelo governo são pastor belga malinois, pastor alemão e labrador retriever.  O pastor alemão é uma das três raças mais inteligentes do mundo, utilizado por forças de segurança de vários países na busca por drogas, bombas e pessoas, graças ao faro preciso.

Enquanto os filhotes estão em treinamento, os veteranos continuam o trabalho de auxílio aos policiais militares. Um dos mais experientes é ‘Robinho’, da raça body cooler, que vem se destacando nas ações contra o tráfico de drogas, sendo responsável pelas últimas realizadas na comunidade do Gadanhe, em João Pessoa. Além do trabalho contra o tráfico, os animais atuam também em praças desportivas, controles de rebeliões e distúrbios civis.

Atualmente, o Canil do Batalhão de Operações Especiais da PM conta com 40 cães, nas cidades de João Pessoa, Cajazeiras e Campina Grande – esta última com pelotão instalado este ano pelo Governo do Estado.

Trabalho social – Mesmo tendo a missão de atuar nas atividades de segurança pública, os cães do canil da PM não deixam de lado o seu papel de ‘melhor amigo do homem’. Uma vez por semana, os animais deixam a companhia, que fica localizada em Cabedelo, com uma missão nobre: auxiliar o tratamento de crianças autistas, hiperativas e acometidas com síndromes. A cinoterapia – terapia com auxílio de cães – é um projeto desenvolvido em parceria com a Associação de Pais e Amigos Excepcionais (Apae), que atualmente beneficia 20 crianças. O projeto funciona nas terças-feiras, no bairro dos Bancários, na Capital.

Apresentações – Quando o assunto é animar apresentações públicas, a equipe de cães batizada de DogShow cumpre bem a missão. Composta por animais que não oferecem riscos às crianças, os bichos são levados pelos policiais para apresentações em todo Estado, trabalhando à proximidade da Polícia Militar com a população, inserida na filosofia de policiamento solidário, desenvolvida desde 2011 na Paraíba.