João Pessoa
Feed de Notícias

Candidatos devem conhecer inglês, ter experiência em projetos e sistemas de informações estatísticas

sexta-feira, 23 de abril de 2010 - 18:18 - Fotos: 
A representação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) no Nordeste abriu seleção para contratação de três bolsistas destinados ao projeto ‘Desenvolvimento Nacional e Dinâmicas Regionais’. O valor das bolsas vai de R$ 1.500 para nível superior a R$ 4.500 para profissional com doutorado.

A chamada pública nº 27 do Ipea estabelece o dia 3 de maio para o término do prazo de inscrições de candidatos no projeto do Instituto, que será comandado pela representação do órgão na Paraíba. Os interessados na vaga de nível superior precisam ter graduação em um dos seguintes cursos: Estatística, Geografia Econômica ou Economia. Nesse nível, o valor da bolsa é R$ 1.500.

O projeto oferece também uma vaga para profissional com mestrado em Estatística, Geografia Econômica ou Economia. Aí o valor da bolsa é R$ 2.500. A terceira vaga do projeto é para profissional com doutorado, cujo requisito é ser doutor em Ciências Econômicas. Nesse nível, a bolsa chega a R$ 4.500.

Conforme a chamada pública do Ipea, os interessados nas três vagas ainda precisam ter conhecimento em inglês, experiência em projetos de pesquisa e domínio em programas de sistema de informações estatísticas. Os candidatos às bolsas devem cadastrar os currículos no link ‘bolsistas’, no site http://www.ipea.gov.br/scb/, ou ligar para (83) 3211-8031. O Instituto divulgará no dia 14 de maio a relação dos candidatos aprovados e os trabalhos de pesquisa começam em junho deste ano.

Segundo o representante do Ipea no Nordeste, Constantino Mendes, o projeto ‘Desenvolvimento Nacional e Dinâmicas Regionais’ busca identificar as peculiaridades de cada Estado do Nordeste. “O projeto, que tem validade de dois anos, vai descobrir se está ocorrendo ou não o desenvolvimento regional”, explicou.

Mapeamento – O superintendente do Instituto de Desenvolvimento Estadual e Municipal (Ideme), Achilles Leal Filho, destacou a importância do projeto para o desenvolvimento do Nordeste. Segundo ele, a iniciativa, que tem a participação ativa do Ideme, faz um mapeamento da economia dos Estados da região.

“O Ideme, Ipea e outros Estados nordestinos estão desenvolvendo estudos econômicos sobre a realidade do Nordeste. Isso permitirá, no futuro, que governos estaduais possam estabelecer as políticas públicas econômicas”, declarou.
    

Bartolomeu Honorato, da Assessoria de Imprensa do Ideme