João Pessoa
Feed de Notícias

Campus VII da UEPB encerra Ciclo de Palestras sobre o ensino

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010 - 15:40 - Fotos: 

Esta semana, o campus VII da Universidade Estadual da Paraíba, em Patos, realizou o III CIPEC – Ciclo de Palestras sobre o ensino de Ciências Exatas. O evento científico congregou alunos, pesquisadores e profissionais na área das ciências e da matemática, que trabalham com questões relacionadas à temática da formação docente. Segundo o coordenador geral da atividade, professor Vital Araújo, o Ciclo foi um sucesso e excedeu as inscrições e expectativas de participação.
  
O III CIPEC abordou o tema “Convergências e tensões no ensino das Ciências e da Matemática” e contemplou palestras, oficinas, minicursos, mesas-redondas e apresentação cultural . Durante os três dias de atividades – o evento começou no dia 30 de novembro e foi encerrado ontem (02) – obteve efetiva  participação dos alunos do campus VII , que além do curso de Ciências Exatas, possui também as graduações em Administração e Computação. “O objetivo da atividade foi socializar o que estava acontecendo de novo na área, abrir o debate para  professores de escola pública e pedagogos. Alcançamos excelente aceitação da comunidade acadêmica, com todas as salas lotadas e expressiva  participação dos estudantes”, afirmou o professor do curso de Ciências Exatas, Vital Araújo Barbosa.
  
A atuação dos alunos se deu com o trabalho de monitores, organização de salas, e infraestrutura geral, que ficou a cargo do Centro Acadêmico de Ciências Exatas – Gestão Lutando Pela Ciência. Como o evento superou as inscrições e o público aguardado, a expectativa da Comissão Organizadora é aumentar a produção do evento e estender a capacidade de recepção às pessoas, efetuando uma discussão mais ampla sobre a educação básica. O encerramento do III CIPEC contou com o animado trio “Forró das Exatas”.
 
Mais sobre o CIPEC

  
O primeiro Ciclo de Palestras sobre o ensino de Ciências Exatas começou em 2007, por iniciativa do professor Vital Araújo Barbosa de Oliveira, que percebeu a necessidade de se criar um espaço para discutir e socializar questões pertinentes a esse âmbito educacional. O evento serviu também para apresentação de pesquisa e extensão dos professores que estavam atuando e coordenando estes trabalhos. Assim, a comunidade acadêmica e a sociedade em geral puderam ter acesso aos conhecimentos produzidos na área das ciências e da matemática, tanto por docentes quanto por discentes. A partir de 2008, o empreendimento ganhou mais fôlego e mais motivação, sendo acrescentadas à programação oficinas, mesas-redondas, palestras e apresentações culturais.

 

Ascom/UEPB