João Pessoa
Feed de Notícias

Campanha para Doação de Órgãos e Tecidos promove palestra para profissionais e estudantes da saúde

segunda-feira, 28 de setembro de 2015 - 09:24 - Fotos:  Ricardo Puppe

Dando continuidade às ações da 15ª Campanha Estadual para Doação de Órgãos e Tecidos, foi realizada na tarde da sexta-feira (25), no auditório do Instituto de Assistência à Saúde do Servidor (IASS), uma palestra para médicos, enfermeiros e estudantes da área de saúde. Com o tema “Identificação e Manutenção de Potenciais Doadores de Órgãos”, a palestra foi realizada pela médica da Central de Transplantes de Pernambuco, Karina Monteiro.

Segundo Karina, a Paraíba realiza o trabalho educativo junto à população capacitando o profissional de saúde para estar preparado para o processo de doação e transplantes. “Assim como Pernambuco, a Paraíba tem a semana de incentivo, chamando a população, os estudantes e profissionais de saúde para se aprofundarem a respeito desse tema que ainda é difícil de ser abordado. A doação de órgãos ainda é um tema pouco conhecido e que tem um impacto tão importante do ponto de vista de salvar e melhorar vidas”, disse.

Ela lembrou que, mesmo com toda a divulgação e campanhas, a doação de órgãos ainda é considerada um tabu, sendo a resistência muito forte, ressaltando a importância das campanhas de incentivo realizadas pelo Governo do Estado. “A gente vem melhorando muito na questão de identificar esse potencial doador, mas ainda existe uma dificuldade para a família aceitar esse processo de morte encefálica, que é o que vai gerar a doação, e de dizer sim. Por isso, as campanhas são fundamentais no sentido de abrir o debate para as pessoas dentro dos seus lares, e deixar claro que o ‘não’ também deve ser respeitado, mas, sobretudo o ‘sim’ precisa ser trabalhado pelas famílias, você deve deixar isso explícito, pois na hora que a família for abordada, ela vai querer respeitar a sua última vontade”, disse a médica Karina Monteiro.

A diretora geral da Central de Transplante da Paraíba, Gyanna Lys Montenegro, ressaltou a importância do ato de doar órgãos. Ela disse que as famílias devem conversar sobre o tema, deixando claro seu desejo de ser doador. “É importante que as pessoas se conscientizem desse gesto de solidariedade. Hoje você é convocado para doar, mas em algum momento você também pode precisar dessa doação. Então, a gente pede que reflitam sobre isso, se coloquem no lugar de quem está precisando de uma doação de órgãos, avise sobre sua vontade, pois só a família pode decidir sobre a doação”, disse.

Campanha – A campanha teve início na manhã da sexta-feira (25), com a atividade o “Trem da Vida”, na Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), em João Pessoa, com panfletagem, divulgação das ações da Central, além da sensibilização sobre a importância de doar órgãos.

Seguindo a programação da 15ª Campanha Estadual para Doação de Órgãos e Tecidos, no sábado (26), aconteceu um culto ecumênico, no auditório da PBTur, para familiares de doadores e receptores de órgãos e tecidos, além de profissionais envolvidos no processo de doação e transplante. O encerramento da campanha ocorreu nesse domingo (27), com a “Caminhada pela Vida”, saindo do Busto de Tamandaré, às 7h30, até o Hotel Tambaú. As ações continuam também em outras cidades como Campina Grande, Patos e Guarabira.

Sobre o Serviço – A Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos da Paraíba, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde, foi criada com a finalidade de fazer busca ativa, receber notificação, captação e distribuição de órgãos e tecidos, conforme a Lei n.º 9.434/97. A Central desenvolve o Programa de Educação Continuada com cursos de capacitação profissional nas universidades, hospitais, escolas públicas, privadas e estabelecimentos empresariais.

Para ser doador, basta manifestar o desejo à família. Cabe a ela a decisão sobre a doação. A Central de Transplante disponibiliza o telefone: (083) 3244-6192 para outras informações.