Fale Conosco

9 de setembro de 2009

Campanha cumpre objetivo e regula estoque nos bancos de leite humano da Paraíba



A Campanha realizada pelo Governo para conscientizar sobre importância do aleitamento materno, este ano voltada para aumentar o estoque nos bancos de leite humano na Paraíba, foi considerada como uma das melhores de todos os tempos pela direção do Banco de Leite Humano Anita Cabral, que é referência no Estado.

Segundo Socorro Amaro, diretora do Banco de Leite Humano Anita Cabral, que fica no bairro de Cruz das Armas, na Capital, antes da Semana Mundial do Aleitamento Materno, realizada de 1 a 7 de agosto, em todo o Estado, os cinco bancos de leite humano do Estado e os 13 postos de coleta estavam com estoque baixo. "Hoje a situação é bem diferente. Citando como exemplo o "Anita Cabral", houve um aumento de 50 por cento no estoque de leite humano no banco, que assiste a mais de 20 hospitais com unidades neonatal e berçários de cuidados especiais", complementou.

Socorro Amaro explicou que a iniciativa do Governo do Estado, ao se voltar para os bancos de leite humano, resultou na garantia de atendimento aos bebês de UTI neonatal, principal usuário do leite humano, que entra como fármaco, mais que uma simples alimentação, para a recuperação do referido paciente. "Os bancos de leite têm como função atender bebês impossibilitados mamar no peito da mãe", acrescentou.

Ela disse que a Rede Paraibana de Bancos de Leite Humano fica agradecida ao Governo do Estado pela iniciatriva da Campanha. "Antes existia uma política de aleitamento materno, mas o atual governo fez diferente, ou seja, incentivou a doação do leite humano, salvando vida de inúmeros prematuros na Paraíba", destacou.

A assistente social Fátima Medeiros disse que esta foi uma das melhores campanhas já desenvolvidas na Paraíba. "Principalmente porque teve o envolvimento dos órgãos estaduais, a exemplo da Secom que foi brilhante no material informativo elaborado, o que ajudou a dar visibilidade para toda a população sobre a questão da necessidade de doação de leite materno visando melhorar o estoque nos bancos de leite humano", constatou.

Já Kátia Araçari, diretora do Núcleo de Ações Estratégicas do Banco de Leite Humano Anita Cabral, ressaltou que o envolvimento e a interatividade da campanha com as mães foi outro fator que muito contribuiu para o sucesso alcançado.

A Rede Paraibana de Bancos de Leite Humano é formada por cinco bancos e 13 postos de coleta de leite humano. Os Bancos estão localizados nos seguintes municípios: duas unidades em João Pessoa, uma em Campina Grande, uma em Patos e outra em Cajazeiras. Já os postos de coleta são oito em João Pessoa, dois em Santa Rita, dois em Campina Grande, sendo um no distrito de Galante, além de uma unidade no municípios de Guarabira.

Alexandre Nunes, da Secom, com fotos de Evandro Pereira