João Pessoa
Feed de Notícias

Caminhão-baú leva artesanato paraibano para todo país

quinta-feira, 8 de maio de 2014 - 09:41 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

O Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) recebeu, na manhã dessa quarta-feira (7), o caminhão-baú doado pelo Governo Federal para transportar trabalhos dos mais de 6 mil artesãos paraibanos para eventos de comercialização em todo o país. A chave do veículo foi entregue pelo ministro da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, em 19 de março, Dia Internacional do Artesão, à coordenadora geral do PAP e primeira-dama do Estado, Pâmela Bório, durante solenidade oficial no Palácio do Planalto, em Brasília.

O caminhão, que tem capacidade para suportar até 11 toneladas de cargas, é do modelo Atron 1719 Mercedes-Benz, 4×2, com cabine em aço, baú de alumínio e plataforma de elevação acoplada. “Esse veículo vai facilitar a logística e ampliar as vendas dos artesãos, já que ele dispõe de mais espaço para o transporte das peças. Com o equipamento, teremos capacidade de ampliar o armazenamento e agilizar a participação nos eventos. Sem falar que teremos um meio de transporte próprio e apenas para essas finalidades”, comemorou Pâmela Bório.

De acordo com a gestora do PAP, Ladjane Barbosa, o caminhão deverá ser entregue oficialmente no Estado durante a solenidade de abertura da 20ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba, que acontece no dia 5 de junho, em Campina Grande, durante o Maior São João do Mundo. “O artesanato é um meio de vida para muitos paraibanos que envolve diversas famílias com grandes talentos. Agora vamos organizar as burocracias de documentação e adesivagem para começarmos a utilizá-lo imediatamente”, adiantou.

Novas parcerias – Na manhã dessa quarta-feira, o PAP também firmou parceria com a Prefeitura Municipal de Cabedelo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, que vai implantar o primeiro programa de artesanato municipalizado. “Esta iniciativa de Cabedelo é excelente, pois lá já temos muitas cooperativas de artesãos que integram nosso programa. Sempre buscamos novos talentos e queremos valorizar os que já temos, como as marisqueiras, labirinteiras e ceramistas da cidade. À medida que os novos artesãos passam a se cadastrar no programa local, paralelamente, serão vinculados ao estadual e, consequentemente, irão participar dos eventos”, explicou Ladjane Barbosa.