João Pessoa
Feed de Notícias

Cagepa vai investir R$ 328 milhões no sistema de abastecimento

quarta-feira, 25 de maio de 2011 - 15:23 - Fotos:  José Lins/Secom-PB

O presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Deusdete Queiroga Filho, em sessão especial na Assembleia Legislativa do Estado nesta quarta-feira (25), apresentou os projetos da empresa objetivando melhorias no abastecimento d’água no estado. No Plano de Investimentos em Obras de Saneamento para o período de 2011 a 2013, a empresa projeta investir R$ 328.358.285,92, sendo que R$ 188.590.186,47 são destinados ao abastecimento de água. Nas obras de esgotamento sanitário, os investimentos previstos são da ordem de R$ 139.768.099,45.

As cidades contempladas com estes investimentos são: João Pessoa, Cabedelo, Santa Rita, Bayeux, Alhandra, Campina Grande, Queimadas, Guarabira, Araçagi, Pilõezinho, Cuitegí, Patos, Passagem, Areia de Baraúna, Salgadinho, Assunção, Brejo dos Santos, Mamanguape, Sapé, Alcantil, Massaranduba, Pirpirituba, Cajazeiras, Itaporanga, Paulista, Santa Teresinha, Sossego, São Bento e São José de Brejo do Cruz.

Com recursos próprios da ordem de R$ 21.040.000,00,  a Cagepa vai recuperar ou ampliar as estações de tratamento de água de 48 sistemas de abastecimento. Também estão previstos R$22.100.000,00 para instalação e substituição de 200 mil hidrômetros. Este montante serão obtidos por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Despesas – A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) tem hoje um déficit mensal de R$ 6.018.300,00. Sua receita mensal atual é de R$ 30.021.700,00. A empresa tem a receber R$ 200 milhões, sendo R$ 112 milhões relativas a dívidas da iniciativa privada e R$ 88 milhões de poderes públicos.

O Governo do Estado recebeu a Cagepa com uma dívida total de R$ 342.797.209,00, que incluem fornecimento de energia elétrica, fornecedores, taxas e contribuições, impostos federais,financiamentos (CEF e BNDES), além de empréstimos bancários.

O presidente reafirmou que, apesar da crise financeira, a determinação do governador Ricardo Coutinho é de não vender e não privatizar a Cagepa. Deusdete Queiroga abordou ainda na sessão conjunta realizada pela Assembleia Legislativa e pela Câmara Municipal de João Pessoa, a necessidade do reajuste na tarifa dos serviços de 16,93%. O reajuste não ocorre há mais de dois anos.

A sessão especial foi uma propositura conjunta da Assembleia Legislativa e da Câmara Municipal de João Pessoa. Proposituras do deputado estadual Aníbal Marcolino e do vereador Tavinho Santos.