Fale Conosco

22 de julho de 2015

Cagepa suspende racionamento e volta a abastecer seis localidades



As últimas chuvas trouxeram alívio aos paraibanos que sofrem com a estiagem. A barragem de Lagoa do Matias, que estava com 29% de volume, já chega a 75% com as recargas das últimas semanas. Com a subida de nível, as seis localidades abastecidas pelo manancial saíram nesta quarta-feira (22) do sistema de racionamento: Belém, Caiçara, Logradouro e os distritos de Rua Nova, Cachoeirinha e Braga. São mais de 30 mil paraibanos que voltam a receber água tratada e de qualidade nas torneiras.

De acordo com o presidente da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Marcus Vinícius Neves, em paralelo ao acompanhamento das previsões feitas pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), a companhia vem realizando estudos técnicos para verificar onde é possível abrandar ou suspender o esquema de racionamento.

“Essa chuva é muito bem vinda e alivia um pouco a situação de algumas regiões, como o Brejo. Esperamos que as precipitações se prolonguem até agosto para que possamos retomar o abastecimento em outros locais”, comentou.

No município de Serraria, o racionamento – que estava sendo executado nos finais de semana – foi suspenso na última sexta-feira (17), já que a barragem de nível existente na cidade registrou boa recarga com as chuvas deste mês.

O presidente da Cagepa explica ainda que a Diretoria de Operação e Manutenção está estudando um novo plano de racionamento para os municípios abastecidos pelos açudes Canafístula I e II, que também tiveram aumento no volume. “Atualmente, Canafístula I só abastece as cidades de Pirpirituba, Duas Estradas, Sertãozinho, Lagoa de Dentro e Serra da Raiz durante três dias na semana. Mas com a subida de nível de 16% para 25%, está sendo analisada a possibilidade de abrirmos as torneiras por mais dias para a população. Já Canafístula II estava em colapso desde abril, com menos de 2% de sua capacidade, e agora, com 21%, estudamos uma forma de, pelo menos, abastecer algumas das cidades atendidas pelo sistema por alguns dias, em regime de racionamento”, explicou o presidente.

Canafístula II atende as cidades de Solânea, Bananeiras, Cacimba de Dentro, Araruna, Riachão, Tacima, Dona Inês, Damião e os distritos de Barreiros, Logradouro, Cozinha, Cachoeirinha e de Bola.

Programa Viva Água – Em junho, o governador Ricardo Coutinho anunciou investimento de mais de R$ 133 milhões, por meio do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem (Programa Viva Água). Desse montante, R$ 80 milhões correspondem aos recursos do Estado e R$ 53 milhões são oriundos do Governo Federal. Atualmente, a Paraíba possui 25 cidades em situação de colapso de abastecimento e outras 55 com racionamento d’água. Entre as várias ações previstas está a implantação de barragens subterrâneas.