Fale Conosco

6 de março de 2012

Cagepa põe em funcionamento rede de esgotos em mais 12 bairros da Capital



O Governo do Estado, por meio da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), colocou em funcionamento a rede de esgotamento sanitário de parte de 12 bairros da Capital. De acordo com o presidente da companhia, Deusdete Queiroga, isto significa que, a partir de agora, cerca de 33 mil moradores já podem ter acesso ao benefício da rede de esgotos.

Os bairros contemplados com as obras foram Oitizeiro, Funcionários, Esplanada, Ernani Sátiro, Costa e Silva, Bairro das Indústrias, Distrito Industrial, Jardim Veneza, Jardim América, Vieira Diniz, Ilha do Bispo e Três Lagoas. No total, nessas localidades foram efetuadas 6,7 mil ligações domiciliares. “Já estamos trabalhando para, em breve, também colocar em funcionamento a rede de esgotamento sanitário dos bairros Alto do Mateus, Novais e Jardim Planalto”, destacou.

Parceria – As obras de esgotamento sanitário, ainda segundo Queiroga, foram executadas pela Prefeitura Municipal de João Pessoa e entregues recentemente à Cagepa. “Na parceria, coube à prefeitura a realização da obra; caberá à Companhia, daqui pra frente, gerenciar todo o sistema, desde a coleta até o tratamento do esgoto”, disse. Para o presidente, o acesso à rede de esgotos representa também melhorias na saúde pública e na qualidade de vida da população.

De acordo com o diretor de Manutenção e Operação da Cagepa, engenheiro Marco Túlio Zírpoli, para a Cagepa colocar a rede de esgotos em funcionamento e assegurar a qualidade do serviço, foi necessário um trabalho prévio. “Nossas equipes realizaram a limpeza de aproximadamente 63 quilômetros de rede coletora de esgoto, desobstruíram cerca de 912 poços de visita, levantaram 138 deles – que estavam aterrados –, e fizeram a reposição de 169 tampas de PV”, relatou o engenheiro, acrescentando que, em alguns locais, a Cagepa também construiu parte de rede.

Ligação do esgoto – Com a rede de esgotos liberada para uso, Deusdete Queiroga, esclareceu que cabe agora a cada morador adequar as instalações internas da sua residência e, posteriormente, solicitar da Cagepa a ligação do esgoto do seu imóvel.

Ele lembra que, a partir do momento em que a empresa libera a rede e comunica ao usuário, ela já passa a efetuar a cobrança da taxa de esgoto na conta de água do imóvel, conforme estabelece a legislação. “Como essa rede foi construída há muito tempo pela Prefeitura, é possível que em algumas residências as ligações não tenham sido feitas. O consumidor que identificar esse tipo de problema pode acionar a Cagepa através do telefone 115 que providenciaremos a ligação e, automaticamente, cancelaremos a cobrança da taxa”, destacou.

O presidente alertou ainda para a utilização correta da rede de esgotamento sanitário. “Para manter o bom funcionamento do sistema e evitar possíveis transtornos na rede de esgotos, como é o caso das obstruções, é importante que os moradores evitem, por exemplo, jogar lixo na tubulação e nos poços de visita”, concluiu.