Fale Conosco

1 de julho de 2009

Cagepa intensifica conserto de buracos na Grande João Pessoa



Com um contingente formado por dez equipes, a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) intensifica a partir desta quinta-feira (2), o conserto de buracos em diversos bairros da Grande João Pessoa. O trabalho terá início às 7h30, na Gerência Regional do Litoral, em Marés, onde as equipes serão concentradas e de lá partirão para os bairros. A meta, segundo o presidente da empresa Edísio Souto, é colocar em dia demandas acumuladas de reposição de pavimento, originadas por serviços de manutenção na rede de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

De acordo com o gerente regional da Cagepa no Litoral, engenheiro Efigênio Vilar, o acúmulo das reposições de pavimento está associado ao término dos contratos com as empresas terceirizadas que, anteriormente, prestavam esse tipo de serviço para a Companhia. “Com o fim dos contratos, tivemos uma diminuição no número de equipes. Consequentemente, ficamos impossibilitados de manter o atendimento em dia”, explicou o gerente, acrescentando que com o atual Plano de Ação a meta é resolver em 60 todas as pendências.

Ainda segundo o gerente, o trabalho de recuperação de pavimento, incluindo calçadas, irá atender, nesses primeiros dias, as maiores e principais vias arteriais que, por conta dos buracos provenientes de consertos na rede de abastecimento de água e esgotos, encontram-se com trânsito prejudicado. “Atenderemos bairros como Mangabeira, Cruz das Armas, Bessa, São José, Cristo, Várzea Nova e a cidade de Cabedelo. Nossas equipes irão percorrer todos os bairros da Grande João Pessoa, onde há buracos de responsabilidade da Cagepa”, afirmou.

Os trabalhos de recuperação de pavimento serão executados das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, sem prejuízo para o trânsito. Foi o que garantiu Efigênio Vilar. “Estamos com a estrutura pronta para não comprometer a fluência do trânsito. Os locais estarão devidamente sinalizados e o material utilizado na reposição permitirá a liberação do tráfego logo após o término do serviço”, disse.

O cronograma das ruas e bairros a serem atendidos por dia será estruturado de forma estratégica. “Isto porque, além das demandas acumuladas, temos ainda os serviços que são gerados diariamente”, lembrou o gerente, ressaltando ainda que o sucesso do Plano de Ação depende também de um outro fator. “Como estamos em período chuvoso, podem ocorrer atropelos no cumprimento do nosso calendário. No entanto, neste momento, não podemos deixar de agir”, concluiu.

Jô Carvalho, da Assessoria de Comunicação e Marketing da Cagepa