Fale Conosco

5 de junho de 2015

Cagepa ganha prêmio por implantação de programa de valorização da vida



No próximo dia 10, a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) estará recebendo o Prêmio ValorizaRH – 2015, pela implantação do Programa de Valorização da Vida  (PVV). A iniciativa da empresa e sua relevante atuação foram reconhecidas pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-PB). A premiação acontecerá durante solenidade do Congresso Paraibano de Gestão de Pessoas, no Hotel Tambaú, às 19h.

O Programa de Valorização da Vida foi implantado na Cagepa, através da área de Recursos Humanos, em 2012, visando contribuir com o desenvolvimento pessoal e profissional dos seus empregados, e fazendo melhorias contínuas no ambiente de trabalho.

De acordo com a gerente de Capital Humano da Cagepa e coordenadora do Programa na empresa, Gicelle de Alcântara Bonifácio, o PVV é conduzido por uma equipe de profissionais qualificados, que prestam assistência psicológica e social aos empregados, possibilitando o resgate da autoestima, minimização do absenteísmo, reintegração no ambiente de trabalho, socialização familiar, dentre tantos outros benefícios.

Atualmente, segundo ela, as atividades do PVV, além de estarem acontecendo no Regional do Litoral (público pioneiro), se fazem presentes também nos Regionais da Borborema, Brejo e Espinharas. A perspectiva é que o Programa abranja ainda as regiões do Rio do Peixe e Alto Piranhas.

Gicelle Alcântara revelou que, para se chegar aos resultados obtidos, foi necessário uma sensibilização das chefias imediatas, no sentido de se fazer compreender a situação do outro e a importância de estender a mão solidária para os colegas de trabalho, além da quebra de rótulos e paradigmas.

“Esse processo de aceitação, no começo, foi difícil e alguns até resistiram. Hoje, os empregados contam vitória, se sentem mais motivados e produtivos. Isso nos dá credibilidade e força de vontade para querer continuar”, afirma.

Para ela, o Prêmio conquistado pela Cagepa é a consolidação de que, quando se quer e tem profissionais competentes, engajados e comprometidos, é possível fazer gestão de pessoas em empresa pública.