João Pessoa
Feed de Notícias

Cagepa executa obras de melhoria do sistema de abastecimento d’água do Bessa

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011 - 12:31 - Fotos: 
A Cagepa iniciou na manhã desta terça-feira (1º) as obras de melhoramento do sistema de abastecimento de água do bairro do Bessa, em João Pessoa. Os serviços deverão ser concluídos nesta quinta-feira (3) e proporcionarão um acréscimo de 250 litros d’água por segundo na rede que abastece o bairro.

De acordo com o Centro de Controle Operacional da Cagepa, o Bessa é um dos bairros da Capital em que o sistema de distribuição de água vem registrando altos índices de intermitências – interrupções temporárias – durante o dia, fato que tem gerado transtornos aos moradores da região.

 
O novo diretor de Operação e Manutenção da Cagepa, engenheiro Marco Túllio Zírpoli, explicou que com a conclusão dos serviços as intermitências no abastecimento de água no Bessa tendem a diminuir drasticamente.

“Esses 250 litros d’água a mais que estaremos disponibilizando para o Bessa daria, por exemplo, para abastecer uma cidade do porte de Santa Rita. Acreditamos que, finalmente, os moradores daquela região, sobretudo os que residem no trecho entre o Retão de Manaíra e a Praça do Caju, ficarão livres dessas constantes intermitências”, enfatizou Marco Túllio.

O diretor de Operação explicou que as obras no Bessa tiveram início pela Rua Severino Nicolau de Melo. De acordo com ele, a Cagepa está utilizando nos serviços tubos que variam de 75 a 600 milímetros de diâmetro.

Sem custos adicionais – As obras de melhoria no sistema de abastecimento do Bessa, de acordo com Marco Túllio, não custarão nenhum centavo para a Cagepa. “Passamos 15 dias coletando tubos e conexões nos almoxarifados da Cagepa de João Pessoa a Cajazeiras para evitar novos gastos. Feito isso, aproveitamos um contrato já existente com uma empresa prestadora de serviço da Cagepa para executar a obra”, explicou.

“Na verdade, estamos seguindo a orientação do governador Ricardo Coutinho, que é de buscar soluções criativas sem demandar grandes custos na tentativa de resolver os problemas que afligem os paraibanos”, acrescentou o diretor da Cagepa.