Fale Conosco

13 de agosto de 2015

Cagepa entrega mais moderno laboratório de análise de água do Estado na região do Brejo    



A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) inaugurou nesta quinta-feira (13) o novo laboratório do Regional do Brejo, considerado o mais moderno do Estado. Agora, todas as análises físico-químicas de água serão feitas em Guarabira, agilizando as demandas dos clientes da região. A entrega foi feita, durante a programação do IV Seminário da Gerência de Controle de Qualidade da companhia.

A obra representa um investimento de mais de R$ 300 mil, com recursos próprios. Além do laboratório, também foi entregue uma máquina retrovaletadeira, orçada em R$ 450 mil e que vai otimizar o tempo de conserto de vazamentos, extensões de rede e outros tipos de manutenção. “É de fato um grande avanço para a região do Brejo, que está crescendo demograficamente e precisa de investimentos. Agora evitaremos a demora em trazer as amostras para serem analisadas em João Pessoa e Campina Grande, como era feito anteriormente. Todo o processo será executado em Guarabira, em um laboratório de alto padrão”, explicou o diretor-presidente da Cagepa, Marcus Vinícius.

Durante o evento, ainda foi  entregue um novo fardamento completo para os funcionários da região. “É o primeiro lote de fardamento que estamos entregando, padronizado e dimensionado para o tamanho do funcionário. Cada colaborador irá receber dois kits, de acordo com a função que exerce na companhia. Não deixa de ser um equipamento de segurança e um sinal de respeito ao funcionário, que vai trabalhar devidamente trajado”, disse Marcus Vinícius.

Capacitação – O IV Seminário da Gerência de Controle de Qualidade da Cagepa acontece nestas quinta e sexta-feira (13 e 14), e está reunindo todos os químicos, subgerentes e diretores. A programação conta com treinamentos, debates, aulas práticas e discussões para o planejamento da companhia. “Fizemos uma programação focada na padronização dos processos e escolhemos que o evento fosse realizado no Brejo como uma forma de interiorizar os eventos e ações da companhia. A diretoria quer ouvir a demanda de todos os funcionários para entender as dificuldades de cada um e nivelar conhecimentos, apresentando o que está sendo feito de positivo em alguns regionais para que seja replicado nos demais, afirmou o presidente da Cagepa.