Fale Conosco

13 de julho de 2015

Cagepa contrata serviço informatizado e universaliza leitura no Estado



Mais 150 funcionários passam a integrar a equipe de leituristas da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), a partir do dia 1 de agosto. Os novos colaboradores fazem parte do serviço de apuração de consumo, contratado pela companhia, e que vão atuar em todo o Estado, com processo informatizado de transmissão de dados. Ou seja: efetuada a coleta de leitura, sai a fatura na hora, com todos os dados de débitos anteriores ou histórico de consumo atualizados.

Até então, a leitura informatizada era feita apenas em 17% das localidades atendidas pela Cagepa, geralmente nos maiores municípios. Para esse percentual saltar para os 100%, a companhia investiu na contratação desses serviços, que inclui além do reforço de pessoal – equipamentos, microcoletores, fardamento, escritório e a locomoção dos funcionários.

Para o diretor Comercial da Cagepa, Marinaldo Gonçalves, o retorno é imensurável. “Estamos pondo um ponto final a um problema que já estava se tornando crônico, que era o déficit de leituristas. No fim, sai ganhando o cliente e a empresa. O consumidor será beneficiado porque vai receber sua fatura em dia, com a medição correta e o valor justo. Para a Cagepa, também será muito positivo porque, a partir do momento em que teremos o faturamento real, vamos desafogar o atendimento e o número de fiscais que era demandado para entregar as contas de águas”, explicou.

Com a contratação, uma parte dos leituristas que fazem parte do quadro da Cagepa serão remanejados para fiscalização e trabalho de retaguarda, analisando problemas de leitura e necessidade de vistorias. “Dessa forma, o trabalho fica mais completo. Será um sistema misto, com funcionários da casa e contratados. Mas os novos serão acompanhados pelos leituristas agora designados para fiscalização. A ideia é realizar as leituras em todos os medidores e, consequentemente, minimizar problemas para o consumidor”, destacou Marinaldo.

Implantação – Os novos leituristas vão às ruas a partir do dia 1 de agosto, mas o sistema misto será implantado paulatinamente, conforme o cronograma de faturamento. A previsão da Cagepa é que durante o mês de setembro todo o serviço de leitura e entrega simultânea da conta seja universalizado no Estado.