João Pessoa
Feed de Notícias

Cadastro de servidores prossegue durante o final de semana

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009 - 20:03 - Fotos: 

O Banco do Brasil continua realizando neste final de semana o cadastramento dos servidores. Neste sábado (12) serão cadastrados os servidores que iniciam com as letras E,F,G e H. Já no domingo (13) serão cadastrados os sevidores com as iniciais I, J, K e L.

Na segunda-feira (14) apenas a letra M; na terça-feira (15) será a vez dos que iniciam com as letras N, O, P, Q, R, S e T e na quarta-feira o castramento será encerrado com os servidores que iniciam com as letras U, V, W, X, Y e Z. O  secretário Antonio Fernandes Neto informou que o Banco do Brasil vai atender aos 112 mil servidores estaduais para a regularização de suas contas. O horário de atendimento será das 7h às 20h.

Locais - Os locais para o cadastramento são os seguintes: em João Pessoa, no Espaço Cultural José Lins do Rego; em Campina Grande, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB); nas cidades de Guarabira, Patos, Sousa e Cajazeiras os servidores estaduais farão o cadastro nas agências do Banco do Brasil.

Os servidores públicos estaduais vão receber o 13º salário no próximo dia 18 deste mês,através das agências e postos de serviços do Banco do Brasil, e o pagamento de dezembro será efetuado no próximo dia 29. Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (10), na Secretaria de Comunicação Institucional (Secom), o secretário da Administração, Antonio Fernandes Neto, e o superintendente estadual do Banco do Brasil, Carlos Alberto Ramos Silva, explicaram em detalhes todas as etapas da operação necessária ao cadastramento dos servidores no novo banco.Os servidores que recebem consignados também tem que seguir o mesmo cronograma.

Atualização – Baseado em dados fornecidos pelo Governo do Estado, o Banco do Brasil já realizou um pré-cadastramento, porém o servidor deverá complementar ou atualizar os dados munidos dos seguintes documentos (originais e cópias): CPF, Documento de Identidade (RG ou CNH), comprovantes de residência emitido há pelo menos 90 dias e de renda.

O sistema abrirá outra conta corrente nos seguintes casos:
a) servidor com conta no Banco do Brasil sem movimento há mais de 180 dias;
b) servidor com conta conjunta no BB independente de titularidade (num segundo momento o servidor que for o 1º titular de uma conta conjunta poderá optar por receber seus proventos nesta conta);
c) servidor com dívida vencida no conglomerado há mais de 180 dias; d) servidor que possua apenas conta de poupança. O Banco do Brasil informa que os clientes com restrição terão uma conta corrente aberta, porém só poderão utilizar crédito após a regularização da situação.

Orientações – Na entrevista foi informado que neste primeiro momento as contas foram abertas e distribuídas aleatoriamente, podendo o servidor, a partir de fevereiro de 2010, transferir a sua conta para a agência de sua conveniência. Para os servidores com pendências de CPF, junto à Receita Federal, o banco sugere regularização da situação.

Benefícios – O superintendente do Banco do Brasil, Carlos Alberto Ramos Silva, anunciou que os servidores do Estado da Paraíba terão os seguintes benefícios:
1 – isenção da tarifa do pacote de serviços por 12 meses;
2 – isenção da tarifa de anuidade do cartão de crédito por seis meses;
3 – isenção da taxa de mensagem de celular por dois meses;
4 – 25% de desconto para contratação ou renovação de BB Seguro Auto;
5 – Crédito Pessoal em condições muito especiais em termos de prazo e taxa. As linhas de crédito disponíveis para os servidores serão BB Crédito Consignado – prazo de até 48 meses, e BB Crédito Salário, com prazo de até 84 meses e até seis meses de carência.

O Banco do Brasil informa que todo cliente tem direito a uma TED ou DOC por mês, com isenção de tarifa. No primeiro pagamento e até o dia 28 de fevereiro de 2010, o limite de saques nos Terminais de Atendimento Automático será de R$ 2.000,00.

Folha e contrato – O secretário da Administração, Antonio Fernandes Neto, informou que a folha mensal de pessoal é em torno de R$ 155 milhões. O contrato com o Banco Real venceria em dezembro de 2010 e o Estado vai pagar pela rescisão antecipada. Ele destacou que o governador José Maranhão sempre quis negociar com um banco público e o Banco do Brasil, “a maior instituição financeira do País, vai ajudar a Paraíba neste processo de reconstrução. O Governo do Estado vai receber do Banco do Brasil, pela transferência de suas contas, R$ 210 milhões que serão investidos nas áreas de saúde, segurança pública, educação, dentre outras”.

O Banco do Brasil tem na Paraíba uma estrutura de 96 agências, 881 terminais de auto-atendimento, 1.112 funcionários e é a maior rede bancária no Estado. Três novas agências estão sendo construídas em João Pessoa e Campina Grande. Em 200 anos de existência, o BB é o maior da América Latina.

Josélio Carneiro, com fotos de Ernane Gomes, da Secom-PB