João Pessoa
Feed de Notícias

Bombeiros vistoriam trios antes do desfile do Muriçocas do Miramar

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013 - 19:01 - Fotos:  Walter Rafael / Secom-PB

Com o objetivo de garantir a segurança dos foliões e dos artistas que animarão, logo mais, o bloco Muriçocas do Miramar, o Corpo de Bombeiros vistoriou, na tarde desta quarta-feira (6), 11 trios elétricos, dos quais apenas três apresentaram irregularidades. O problema identificado nos trios foi a cerca da disposição das longarinas que possuíam espaçamento maior que 15 centímetros, o que poderia ocasionar algum acidente durante o trajeto. Como solução, o Corpo de Bombeiros exigiu a imediata instalação de telas protetoras.

De acordo com o diretor de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros, tenente coronel Jobson Ferreira, que coordenou a fiscalização, os responsáveis pelos veículos terão até as 20h para solucionarem as irregularidades para os trios elétricos serem liberados.

Itens vistoriados - Na fiscalização dos trios elétricos foram exigidos corrimão, guarda corpo, longarinas com espaçamento de 15 centímetros, estacas de emergência e no mínimo cinco extintores por veículo. Além disso, foram solicitadas a documentação assinada por engenheiro com regularização das partes mecânica e elétrica e observadas a capacidade de carga de cada trio.

O diretor de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros lembrou que o objetivo da fiscalização é garantir a segurança dos foliões e daqueles que estiverem no trio elétrico. “Vamos fazer vistoria antes e durante o percurso para que não haja descumprimento das normas”, disse Jobson.

Fiscalização dos camarotes e barracas – Na tarde desta terça-feira (5) também foram vistoriados os dez camarotes instalados ao longo da Avenida Epitácio Pessoa. Na ocasião, foram fiscalizados a existência de extintores, corrimão e outros itens de segurança.

As barracas ao longo do percurso do desfile do bloco foram fiscalizados sendo exigida pelo Corpo de Bombeiros a presença de extintor de quatro quilos, apresentação das notas fiscais e a utilização do botijão GLP de apenas 15 quilos com mangueiras adequadas e instalados em locais ventilados. Toda a parte elétrica foi vistoriada e não será permitido o uso de botijinha de gás liquefeito de dois quilos.