Fale Conosco

10 de abril de 2018

Bombeiros resgatam corpo de adolescente no Rio Piranhas, em Aparecida  



Após três dias de busca, o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB), por meio do 6º Batalhão de Bombeiro Militar (BBM), conseguiu resgatar o corpo de uma adolescente de 12 anos que havia se afogado no rio Piranhas, na zona rural do município de Aparecida. A corporação foi acionada na tarde de sábado (07) por moradores do Assentamento Acauã para realizar a busca pelo corpo da adolescente.

As primeiras informações deram conta de que se tratava do desaparecimento de uma adolescente de 12 anos, que havia se afogado enquanto tomava banho no local com outras duas crianças. Devido à forte correnteza, as três meninas foram arrastadas, sendo que duas delas foram resgatadas por moradores da região, que não obtiveram sucesso ao tentarem socorrer a adolescente.

A guarnição de busca e salvamento do 6º BBM, coordenada pelo tenente coronel Jean Benício, iniciou as buscas no sábado, mas suspendeu as ações devido à correnteza das águas e a baixa luminosidade do final do dia. A operação seguiu pelo domingo (8) com o apoio do Departamento de Operações de Mergulho de Resgate (Domar), cujos mergulhadores realizaram buscas em dois pontos na profundidade de 8 metros na tentativa de localizar o corpo da garota, porém não obtiveram sucesso. Devido às características do local, que possui muitos troncos e pedras submersas, as buscas tinham elevado grau de dificuldade associada ainda à correnteza do rio, que tem aproximadamente 4 quilômetros de extensão.

No terceiro dia de buscas, os militares se dividiram em duas equipes, uma por terra e outra na água e, por volta das 11h, a equipe terrestre avistou o corpo enroscado em troncos ao final do rio. Os bombeiros retiraram da água o corpo, que foi recolhido pelo Gemol da Polícia Civil e encaminhado ao Instituto de Medicina Legal, na cidade de Patos.

“O Corpo de Bombeiros já vem alertando há bastante tempo sobre os riscos de afogamentos. E nesse caso eram crianças sozinhas tomando banho, sem o cuidado dos pais. O papel principal da família é ter atenção em não deixá-los em mananciais como esse”, disse comandante do 6º BBM, tenente coronel Jean Benício.