Fale Conosco

10 de dezembro de 2011

Bombeiros iniciam Operação Verão com efetivo total de 320 militares



O comando do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba iniciou na manhã deste sábado (10) a Operação Verão 2012, que visa intensificar ações, sobretudo, pelos 120 quilômetros do litoral paraibano. A operação foi aberta com solenidade no Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú, por volta das 8h. Para esta edição, o comando contará com um efetivo extra de 150 militares, totalizando 320. O trabalho reforçado da corporação se estende até meados de março.

Ao efetivo do Batalhão de Busca e Salvamento dos Bombeiros se somarão, neste verão, 35 alunos do curso de formação de oficiais, 46 do curso de formação de sargentos e outros 70 do de formação de soldados. De acordo com o subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel Dênis Nery, as equipes serão distribuídas por todo o litoral do Estado, para executar trabalho de salvamento aquático, guarda-vidas, resgate, prevenção e distribuição de material informativo.

“Neste período, aumenta de forma considerável o fluxo de pessoas nas praias, ampliando, também, os riscos de acidentes. Por isso, adicionamos este reforço ao nosso efetivo com o intuito de minimizar todos os tipos de ocorrência”, explicou. Ainda segundo ele, afogamentos, crianças perdidas, acidentes em geral e mal-estar por situações diversas são os registros mais frequentes durante o verão.

“Até mesmo equipes do nosso corpo administrativo vão contribuir com o trabalho durante a Operação, realizando ações informativas e preventivas, como a identificação de crianças nas praias”, acrescentou. A Operação deve se prolongar até março, cobrindo, assim, o período carnavalesco, quando muitas praias do litoral ficam lotadas.

Meta alcançada – De acordo com o comandante do Batalhão de Busca e Salvamento, major Arthur Tibério de Lacerda Vieira, do começo do ano até a manhã deste sábado, a corporação registrou 1.321 ocorrências de salvamento, das quais 258 correspondem a salvamento aquático. O total de registros é 29,3% inferior ao mesmo período do ano passado.

“Tínhamos como meta inicial reduzir a marca, este ano, em 15%. Mas graças aos esforços dos nossos guarda-vidas e empenho da Corporação através do Batalhão de Busca e Salvamento, já estamos quase chegando ao dobro do índice esperado”, destacou.

Guarda-vidas – Atualmente, também segundo o major Arthur Vieira, o litoral paraibano conta com 32 postos fixos de guarda-vidas, número que se ampliará para 36 durante a Operação Verão 2012. Cada um deles conta com, no mínimo, três militares de prontidão. “Fora isso, temos uma viatura disponível para as praias centrais de João Pessoa, outra para a parte sul do litoral do Estado e mais uma para a parte norte. E ainda contamos com mais duas embarcações volantes”, explicou.

Para seguir com a redução registrada este ano, o Corpo de Bombeiros continua se desdobrando nas ações designadas para a Operação Verão 2012. Entretanto, o major Arthur Vieira alertou que, para obter os bons resultados, o apoio da população é fundamental. “Orientamos aos banhistas procurarem sempre áreas com guarda-vidas por perto e evitarem beber antes de entrar na água e de dirigir. É preciso evitar qualquer tipo de irresponsabilidade”, disse.

Desencarceradores – A Operação Verão 2012 não foca apenas em registros em praias. As ocorrências em terra também são alvo das ações dos Bombeiros. Pensando nisso, a corporação adquiriu, por meio de convênio com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), dez novos desencarceradores, que são equipamentos a serem utilizados na remoção de vítimas presas em ferragens. Segundo o major Arthur Vieira, cada um deles custou, aproximadamente, R$ 40 mil. As novas aquisições foram apresentadas à sociedade paraibana durante a solenidade deste sábado.

Travessia – Após a abertura da Operação Verão 2012, ainda no Busto de Tamandaré, na manhã deste sábado, o Corpo de Bombeiros realizou a 1ª Travessia Open Bombeiro Militar, que contou com a participação de cerca de 130 participantes, entre homens e mulheres, atletas profissionais e amadores, militares e civis. Por volta das 9h30, os competidores largaram do Busto e foram nadando em direção à sede do Batalhão de Busca e Salvamento, na praia do Cabo Branco, a cerca de 1,5 quilômetro de distância.

De acordo com a chefe do Departamento de Educação Física do Corpo de Bombeiros da Paraíba, major Sabrina do Nascimento Silva, o objetivo da travessia, além de integrar a corporação à população em geral, era lembrar a passagem do Dia do Guarda Vida, comemorado no próximo dia 28. “Então nada melhor que realizar uma competição de natação, esporte que faz parte da rotina de trabalho dos guarda vidas”, revelou.

Competidores de fora – Entre os competidores tinham nadadores de outros Estados do Nordeste, como Pernambuco e Rio Grande do Norte. Era o caso do militar Wellington Martins, que saiu da capital potiguar com um grupo de 15 pessoas, todas nadadoras amadoras, só para participar da competição. “A maioria da nossa turma veio pelo amor ao esporte, e não pensando unicamente na competição. E, por se tratar de um evento realizado pelo Corpo de Bombeiros, já sabemos que é sério e seguro”, destacou.

Ao todo, foram cinco categorias femininas e seis masculinas, divididas por faixas etárias. Para competir, cada participante doou 2kg de alimento não perecível, no ato da inscrição. O material arrecadado será destinado a uma instituição ainda a ser definida. Os cinco primeiros colocados gerais da travessia ganharam troféu, bem como o vencedor de cada categoria.