João Pessoa
Feed de Notícias

Bombeiros fazem treinamento de salvamento aquático para o período de Carnaval

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016 - 12:41 - Fotos:  Secom-PB

Visando capacitar o efetivo para o período de Carnaval, os militares do 2º Comando Regional de Bombeiro Militar (2º CRBM), juntamente com oficiais e praças do 2º Batalhão de Bombeiro Militar (2º BBM), realizaram um treinamento, nessa quarta-feira (20), no açude José Rodrigues, no distrito de Galante, em Campina Grande. Sob o comando do capitão Flaubert Barbosa, as práticas executadas foram voltadas para os sargentos, cabos e soldados.

Embarcações e equipamentos de salvamento aquático foram utilizados com o intuito de melhorar o preparo dos militares, devido ao aumento do número de banhistas em açudes e rios neste período do ano.

Durante a ação, foi simulado resgate de vítimas de afogamento, onde foram utilizadas várias técnicas de abordagem e retirada com e sem embarcações, equipamentos ou meios de fortuna (objetos que podem ser utilizados por quem não faz parte do Corpo de Bombeiros e/ou não conhecem as técnicas de resgate, como por exemplo: objetos flutuantes – boias, câmaras de ar, bola de futebol, pedaço de isopor, etc., ou mesmo uma corda ou um pedaço de pau ou galho).

“Realizamos esse tipo de treinamento sempre antes de épocas como esta e é muito importante que as guarnições estejam preparadas, pois o serviço exige mais de nós bombeiros. A população sente-se mais segura com a presença dos guarda-vidas.”, relatou o capitão Flaubert.

Além dos conhecimentos acerca do resgate, foram passadas instruções de prevenção a respeito dos cuidados que os banhistas devem tomar antes mesmo de adentrar em algum manancial.

Dicas úteis:

- Tomar banho em locais (açudes, rios córregos, praias) conhecidos.

- Evitar o consumo excessivo de álcool antes do banho.

- Não pular de locais elevados como pedras, árvores, etc.

- Procurar dar preferência a um local onde exista a presença de Bombeiros- “guarda vidas”.

- Evitar perder as crianças de vista, pois são pequenas e não têm a mínima noção do risco que correm.

- Nunca tentar atravessar sozinho uma grande área aquática.

- Ao identificar uma vítima precisando de socorro na água, acione o guarda-vidas, não se arrisque sem estar devidamente capacitado.