Fale Conosco

24 de agosto de 2015

Boletos do pagamento do IPVA da placa zero são entregues aos proprietários paraibanos



Os boletos do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) da placa final zero já foram entregues às residências dos contribuintes paraibanos, segundo informou a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), responsável pela entrega dos boletos.  O prazo de pagamento do IPVA da placa final zero vence no dia 31 de agosto.

Os proprietários têm duas opções para o pagamento do tributo. A primeira opção é o desconto de 10% em cota única no dia 31 de agosto. A segunda é o parcelamento em até três vezes o IPVA, mas, neste caso, sem a redução concedida à vista. A primeira parcela precisa também ser efetuada até o final deste mês.

Além do IPVA, o boleto inclui ainda os pagamentos do Seguro Obrigatório Dpvat, Taxa de Bombeiro e o licenciamento. Caso o boleto não tenha chegado, o contribuinte pode ainda imprimir via internet no endereço http://www.detran.pb.gov.br/index.php/ipva.html. Basta digitar o número da placa e do Renavam.

Segundo a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), foram enviados mais de 90,141 mil boletos da placa final zero para as residências dos paraibanos. Foram enviados 43,925 mil de carros, enquanto 46,216 mil boletos de motocicletas.  No calendário divulgado pela Receita Estadual e pelo Detran-PB de 2015, o mês de agosto encerra o prazo de pagamento do IPVA escalonado ao longo do ano.

De acordo com a pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), contratada pela Receita Estadual, os proprietários de veículos usados no Estado da Paraíba terão uma redução média de 3,8% no pagamento do IPVA em 2015, quando comparado ao valor pago neste ano. A redução média considera todos os tipos de veículos, como automóveis, motos, utilitários, ônibus e caminhões. 

ISENTOS DE IPVA EM 2015 – Já os veículos com ano de fabricação abaixo de 1999 ficarão isentos de pagamento do IPVA em 2015. “A legislação em vigor assegura isenção do imposto para proprietários de carros, motos ou qualquer outro veículo com 16 anos completos do ano de fabricação. Contudo, esses veículos não ficarão isentos das demais taxas que envolvem o emplacamento como o seguro obrigatório (Dpvat), licenciamento do Detran e a taxa de bombeiro”, explica o secretário de Estado da Receita, Marialvo Laureano.