Fale Conosco

31 de outubro de 2012

Boletim da dengue não registra novos casos graves da doença no Estado



De 1° janeiro a 27 de outubro deste ano, a Paraíba notificou 11.087 casos de dengue em 182 (81,6%) municípios paraibanos. Deste total, 2.346 foram descartados e outros 5.823 classificados como dengue clássica. Conforme os dados da Semana Epidemiológica 43, não houve alteração dos números dos casos graves de dengue, se comparado ao boletim epidemiológico anterior.

Segundo a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares, neste ano foram confirmados 152 casos graves de dengue, sendo 40 casos de Febre Hemorrágica da Dengue (FHD) e 112 de dengue com complicação (DCC), com notificações em 30 municípios. Os demais casos ainda estão sob investigação.

João Pessoa continua a ser o município da Paraíba com o maior número de notificações. Na capital paraibana, já foram notificados 4.436 casos, o que equivale a 40% das notificações. Cabedelo vem em seguida, com 1.511 casos registrados. Patos (483 casos), Bayeux (258), Guarabira (227), Catolé do Rocha (186), Sousa (161), Vista Serrana (160), Uiraúna (154 ) e Esperança (149) são os outros oito municípios paraibanos que se destacam no número de notificações.

Destes dez municípios, em relação ao ano de 2011, os únicos que tiveram redução no quantitativo de notificações foram: Patos, Guarabira e Sousa.

Óbitos – Do total de casos graves, nove evoluíram para óbito, sendo quatro deles diagnosticados como Febre Hemorrágica da Dengue (FHD) e os outros cinco por Dengue Com Complicação (DCC). O novo registro de óbito confirmado por dengue ocorreu no município de João Pessoa, onde outros cinco óbitos já foram registrados. O número corresponde ao índice de 66,6% das mortes confirmadas por dengue no estado. Os demais registros ocorreram nas cidades de Bayeux (1), Itabaiana (1) e Patos (1).

Talita Tavares informou que o número de óbitos registrados e confirmados por dengue é o mesmo do ano passado. Das 30 notificações de óbito por dengue registradas até o momento, 14 já foram descartadas e outras sete estão sob investigação.

Notificação – A gerente também ratificou a necessidade e importância da notificação por parte dos municípios. “A notificação não é apenas um ato burocrático. Ela influencia diretamente na organização da rede e na qualidade do cuidado tomado pela gestão da saúde pública. Todos os casos graves e óbitos devem ser sinalizadas ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado (CIEVS), pelo endereço eletrônico: notifica@saude.pb.gov.br ou por meio do formulário NOTIFICA disponível na homepage da SES ou pelo telefone (83) 8828-2522.”

Circulação viral – Este ano já foram identificados, por meio de exames no Laboratório Central de Saúde Pública Dra. Telma Lobo (Lacen-PB), os sorotipos DENV3 e DENV4, sendo o primeiro tipo encontrado em João Pessoa e o segundo nos municípios de João Pessoa, Cabedelo e Lucena.

Em 2011, os exames identificaram os vírus DENV1, em Cajazeiras, DENV2, em João Pessoa, e DENV3, em Barra de Santa Rosa e João Pessoa.

“Realizamos, durante a semana, reunião com os municípios de Bayeux, Santa Rita, Conde e Sapé com o objetivo de estabelecermos um fluxo de coleta e envio de amostras do município para o Lacen-PB, viabilizando assim a identificação da circulação viral, tendo em vista a presença do sorotipo DENV4 já em João Pessoa, Cabedelo e Lucena”, explicou Talita Tavares.