Fale Conosco

2 de agosto de 2016

Boletim aponta redução de mais de 85% nos casos da influenza na Paraíba



Os casos de influenza (gripe) registrados na Paraíba apresentaram uma redução a partir do mês de maio, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (2) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). De acordo com os dados, o número de casos caiu 85,95% na comparação entre os meses de abril e junho. No período de 1º de janeiro a 28 de julho de 2016, foram notificados 228 casos para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Desses, em 12,28% (28 casos) foram confirmados o agente etiológico influenza A (subtipo – H1N1), o mesmo que circula desde 2009. Em 31,14% (71 casos) foi descartada a presença do vírus de influenza e os demais seguem em investigação.

O boletim aponta que no mês de junho deste ano foram notificados 17 casos em todo estado. Já em abril, foram registrados 121 casos, enquanto no mês de maio ocorreram 48 notificações.  A redução, segundo a SES, pode estar associada à campanha de vacinação contra a influenza, realizada no mês de maio, quando o Estado atingiu a cobertura vacinal de 90,40%, totalizando 755.045 dos grupos prioritários imunizados.

“A vacina é um fator importante na redução dos casos de influenza, uma vez que atingiu o público-alvo, o que favorecia, até então, o aumento de casos das síndromes respiratórias graves”, avaliou a gerente executiva da Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega.

Diante do cenário atual, a Gerência Executiva de Vigilância em Saúde, recomenda a população e a todos os serviços de saúde do estado intensificar as ações de prevenção e controle mencionadas na Nota Técnica Nº 01 de abril de 2016/SES/PB, que contém orientações de prevenção para controle da transmissão de influenza na Paraíba.

Quanto aos óbitos, foram notificados 49 casos de SRAG com suspeitas de algum vírus de influenza, sendo 11 confirmados a identificação viral para influenza A (H1N1), nos municípios de Alagoinha (1); Baía da Traição (1); Cacimba de Dentro (1); Campina Grande (1); João Pessoa (2); Matureia (1); Sousa (1); Jericó (1); Condado (1) e Monteiro (1). Foram descartados 21 casos para o agente etiológico de Influenza e 13 óbitos seguem em investigação. A última comunicação de registro de óbitos suspeitos de influenza foi no mês de junho.