Fale Conosco

27 de julho de 2009

BNDES explica a secretários funcionamento de agências de fomento



O Comitê  Regional de Instituições Financeiras Federais da Superintendência da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) fez sua 2° reunião ordinária nesta segunda-feira, 27, com a presença do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e secretários de planejamento dos Estados do Nordeste, no prédio da Sudene, em Recife. Durante a reunião, Luciano Coutinho explicou como funcionam as agências estaduais de fomento. O secretário de Planejamento e Gestão da Paraíba, Ademir Alves de Melo, participou do encontro.

 “O objetivo da reunião foi para que apreciarmos a apresentação do presidente do BNDES sobre as agências de fomento”, explicou Melo. Após a explanação também foi feito um relato das experiências de alguns Estados que já implantaram as agências de fomento, ou estão em fase de implantação, caso da Bahia, Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Piauí.

Ficou definido que o BNDES iria ajudar no esclarecimento dos procedimentos a serem adotados pelos Estados que pretendem criar sua agência estadual de fomento. “O presidente Luciano Coutinho comprometeu-se em manter contato com todos os governos e disse que durante a criação das agências o BNDES daria todo o apoio técnico e suporte para capacitação de recursos humanos”, contou Ademir.

A idéia é que as agências já surjam com uma moldura institucional e que os técnicos sejam capacitados para o desenvolvimento de suas ações que objetivam, prioritariamente, ao atendimento das pequenas e médias empresas dos setores de comércio, serviço e indústria. Segundo o secretário, novas reuniões serão agendadas oportunamente, para os próximos dias a fim de que avancem as propostas ali combinadas.

Ademir de Melo informou ainda que no mês de setembro estará organizando Seminário em João Pessoa sobre a agência estadual de desenvolvimento e sua importância para o processo crescimento do estado.

A reunião contou também com a presença do superintendente adjunto da Sudene, diretores do Banco do Brasil e superintendentes nacionais da Caixa Econômica Federal (CEF), além de presidentes das agências estaduais de fomento da região.

Paulo Dantas, da Seplag