Fale Conosco

2 de fevereiro de 2015

Bloco Clementino Folia participa da prévia carnavalesca



O Complexo Hospitalar Clementino Fraga, referência estadual no combate às doenças infecto-contagiosas, leva para a rua o bloco carnavalesco “Clementino Folia”, que em 2015 entra na 4ª edição. Formado por servidores da unidade, o objetivo do bloco é promover um trabalho de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e Aids, com a distribuição de mais de 100 mil preservativos, gel lubrificantes e material educativo durante o Folia de Rua, que começa nesta quinta-feira (5).

“O Carnaval, tradicionalmente, é uma época marcada pelos excessos, quando a população comete exageros, aumentam os índices de DST`s e surgem novos casos de Aids. Como a prevenção é a maneira mais adequada de combater o problema, usamos de várias estratégias para falar com a população”, disse a diretora geral do Clementino, Adriana Teixeira.

De acordo com a programação, o bloco desfila em três dias, sempre a partir das 19h: na abertura do Folia de Rua, na próxima quinta-feira, no Ponto de Cem Réis; no dia 8, no Bloco Virgens de Tambaú, e no dia 11, no bloco Muriçocas do Miramar.

O bloco Clementino Folia é formado por profissionais de saúde do hospital, que durante os festejos momescos trabalham caracterizados, proporcionando um momento lúdico, onde a interação com a população é o diferencial do projeto, coordenado pela Direção Geral e pelo Núcleo de Cerimonial e Eventos do Clementino Fraga.

Clementino Fraga – Em 2015, o hospital completa 55 anos. Atualmente, é reconhecido, regionalmente, no tratamento da tuberculose, hanseníase, DST/HIV/Aids, dengue e hepatites virais. São disponibilizados profissionais médicos nas especialidades de infectologia (DST/HIV/Aids), pneumologia e dermatologia sanitárias, pediatria, cardiologia, endocrinologia, psiquiatria, neurologista, neurocirurgia, cirurgia plástica, cirurgia vascular, gastroenterologia, angiologia,  hepatologia, odontologia, nefrologia, urologia, proctologia, otorrinolaringologia, clínica geral, ginecologia e homeopatia.

O hospital conta com uma estrutura física e uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, entre outros profissionais que atuam de forma que o usuário do serviço se sinta acolhido.

Serviços – Além do atendimento ambulatorial e das internações, o Clementino Fraga tem um centro de diagnóstico por imagem, com capacidade para realizar tomografia, ultrassonografia, endoscopia e raios-x. O hospital também dispõe de laboratório onde são realizados vários exames, entre eles, a testagem rápida de HIV e a testagem de hepatite B.

O ambulatorial realiza o serviço Hospital Dia (HD), que tem como objetivo melhorar a qualidade de vida dos portadores de HIV/Aids que necessitem de intervenções em ambientes hospitalares, que possam ser efetuados em um período de tempo limitado (2 a 8 horas).

Outro serviço é a Assistência Domiciliar Terapêutica (ADT), que consiste na assistência hospitalar a portadores de HIV/Aids dentro do princípio da “desospitalização”, em que uma equipe multidisciplinar acompanhará o tratamento do paciente em sua residência.

Ações sociais – O Hospital Clementino Fraga, em parceria com algumas ONGs, entre elas, o Grupo de Autoajuda em Hanseníase, promove encontros com os pacientes, familiares, profissionais de saúde e membros da sociedade em geral. Há ainda uma brinquedoteca destinada a atividades lúdicas e de diversão para crianças.