João Pessoa
Feed de Notícias

Bloco ‘Folia Arlinda’ faz festa e anima crianças internadas em hospital

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010 - 09:43 - Fotos: 
Ao som de marchinhas carnavalescas, o bloco – que ganhou até um estandarte – saiu pelos corredores do hospital e em seguida, desfilou pelas dependências do ambulatório. Algumas crianças que não puderam participar do desfile, por recomendações médicas, assistiram a festa da porta das enfermarias.
 
Hagna Fernanda da Lira, 8 anos, se fantasiou de ‘Minnie’ e caiu na folia. “Fui eu que escolhi essa fantasia porque gosto muito da Minnie. Achei a roupa muito linda. Tô gostando muito desse hospital. As ‘tias’ são muito legais, fazem brincadeiras com a gente, é muito divertido”, disse. Já Graziele Silva, 10 anos, disse o que mais gostou foi desfilar pelos corredores do hospital. “Achei bom porque a gente fica só dentro do quarto e foi muito bom passear pelo hospital. Também gostei da pintura que fizeram no meu rosto. Gosto muito de Carnaval e lá na minha cidade, eu brinco todo ano”, falou.
 
Adultos aprovam – As mães também aprovaram a idéia. “É uma iniciativa boa para estimular os pacientes e ajudar a passar o tempo. Meu filho mesmo estava reclamando, querendo ir pra casa, mas depois que soube da festa ficou tão animado que nem falou mais no assunto”, disse a dona-de-casa Márcia Soares, mãe de Fábio Henrique, 7 anos.
   
Há três dias acompanhando a filha, Maria da Vitória, que se recupera de uma cirurgia, a redeira Maria José da Silva, 33 anos, disse que a festa serviu para distrair a filha. “Achei legal demais e pra Vitória foi muito bom porque ela saiu um pouco do quarto, viu outras crianças, se distraiu… Também gostei muito da fantasia que deram pra ela vestir”, comentou.
Humanização – A diretora do Arlinda, Darcy Lucena, explicou que os eventos sociais do hospital fazem parte do Programa de Humanização da unidade.

“Hoje, já é comprovado que não só a tecnologia e a medicação melhoram a saúde das crianças, mas também que as atividades lúdicas ajudam na recuperação delas. Momentos como esse, do Carnaval, refletem muito bem no estado psicológico dos pacientes”, disse.

O Hospital Arlinda Marques faz parte do Complexo de Pediatria Arlinda Marques (CPAM) e realiza uma média de 250 atendimentos por dia na urgência e emergência, além de 300 consultas no ambulatório de especialidades médicas. Desde agosto do ano passado, o hospital passou a ser referência, no Estado, para assistência de crianças cardiopatas e já realizou 37 cirurgias. No mês anterior, a unidade já havia se tornado referência no atendimento de crianças com problemas neurológicos, realizando cirurgias e fazendo o acompanhamento dos pacientes no ambulatório.

Da Assessoria de Imprensa da SES/PB