João Pessoa
Feed de Notícias

BID disponibilizará US$ 1,2 bilhão em créditos para Estados nordestinos

sexta-feira, 18 de maio de 2012 - 21:27 - Fotos:  José Marques/Secom-PB

Foto: José Marques/Secom-PB

Durante a reunião realizada no Palácio da Abolição, em Fortaleza, o presidente do BID, Luis Moreno, anunciou a disponibilização de US$ 1,2 bilhão em créditos para os Estados Nordestinos. Os diretores do BID e o presidente do BNB, Jurandir Xavier, apresentaram detalhes sobre o Programa de Desenvolvimento Produtivo (Prodepro), que objetiva resolver gargalos de infraestrutura econômica, ampliar a atração de investimentos e aumentar as exportações.  O foco do Prodepro é promover a inclusão produtiva da região nordestina.

O presidente Luis Moreno afirmou a importância de garantir que os investimentos sejam realizados em áreas com maior retorno e que a implantação dos projetos se dê de forma célere. “O projeto requer mais do que dinheiro, requer a resolução de gargalos que afetam o andamento das obras. O Prodepro é um exemplo de construção da institucionalidade necessária para canalizar os recursos de investimentos com a máxima efetividade”, completou.

O governador Ricardo Coutinho apresentou propostas de construção de estradas, sistema de irrigação para aproveitamento agrícola, ampliação do Porto de Cabedelo e implantação de Zonas de Processamento de Exportação. Ele destacou a importância dos investimentos que o BID tem realizado no Nordeste na última década.

Em seu pronunciamento, Ricardo defendeu investimentos na logística do Nordeste para o desenvolvimento regional e para que os Estados recebam investimentos privados. “Isso é algo imprescindível para o Nordeste porque, caso contrário, a nossa infraestrutura viária e os diversos modais não estarão preparados para vivenciar um ciclo de desenvolvimento”, explicou.

Na avaliação do governador, não se pode fazer uma proposta de desenvolvimento produtivo com inclusão social, se não levar em consideração coisas mais básicas como a construção de estradas e abastecimento d’água. “Precisamos de respostas para a proteção social da população, visando criar uma capacidade, a curto e médio prazo, de incluir essa região dentro de um processo de desenvolvimento”, observou.

Ricardo pediu, ainda, para que o BID direcione a sua carteira de crédito para resolução dessas questões fundamentais, a fim de que os Estados nordestinos adquiram níveis de desenvolvimento com equilíbrio regional. “Isso é fundamental, não só para o Nordeste, mas para o Brasil’, completou.

Participaram da reunião os governadores da Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Ceará e, secretário de Desenvolvimento Social do Maranhão, o senador Wellington Dias, a procuradora geral da Fazenda, Ana Raquel, e os secretários paraibanos de Recursos Hídricos e Ciência e Tecnologia, João Azevedo, e da Receita Estadual, Marialvo Laureano.