Fale Conosco

30 de novembro de 2012

Biblioteca pública disponibiliza acervo de 16 mil volumes para pesquisa



29.11.12 biblioteca_publica_foto_vanivaldo ferreira (17)Um espaço histórico, dedicado ao conhecimento. A Biblioteca Pública Estadual, localizada na avenida General Osório, nº 253, centro de João Pessoa, disponibiliza um acerco com 16 mil volumes para consultas de usuários. A biblioteca foi instalada no ano de 1939 no governo do interventor Argemiro de Figueiredo. Atualmente atente estudantes, pesquisadores e candidatos a concursos, já que um dos setores disponibiliza publicações específicas.

A coordenadora da biblioteca, Kátia Augusta da Silva, informa que o acervo é diversificado com obras de todas as áreas do conhecimento. Este ano, a Secretaria de Estado da Educação disponibilizou aos usuários sete computadores com internet grátis. A Biblioteca Pública Estadual tem uma área de 300 metros quadrados.

Grande parte do acervo é resultante de doações. Qualquer pessoa pode colaborar com a biblioteca doando livros e revistas. A leitura é presencial, as pessoas não podem levar os livros para casa por meio de empréstimo.  Quando alguém necessita fazer cópias de determinadas páginas, a direção autoriza a saída da publicação por até 30 minutos até uma copiadora localizada nas imediações.

A ‘concurseira’ Juliana Marinho do Monte encontrou na biblioteca o espaço ideal para se preparar para as provas. Atualmente ela estuda para o concurso público do magistério estadual. Concorre a uma vaga para professor de matemática. “A biblioteca tem um bom acervo, o ambiente é tranquilo e arejado”, avaliou.

O artista plástico Márcio David Barbosa é um usuário quase diário e lá costuma pintar algumas de suas telas. Ele elogiou o acervo e o atendimento dos funcionários. “A biblioteca é uma parceira minha”, enfatizou.

Alguns autores paraibanos são colaboradores da Biblioteca Pública Estadual. O professor, escritor e historiador José Octávio de Arruda Mello sempre contribui com o acervo de história.  Recentemente, a escritora Neide Medeiros, que é membro da Fundação Nacional do Livro (FNL), fez a doação de 200 exemplares de literatura infanto juvenil, com a presença de alunos da Escola Estadual Antonio Pessoa.  A bibliotecária Kátia Augusta, gestora da biblioteca, costuma visitar escolas públicas e privadas e formalizar convites para visitação.

O prédio da Biblioteca Pública Estadual teve sua pedra fundamental lançada no ano de 1874 pelo comendador Silvino Elvídeo Carneiro da Cunha, o Barão de Abiahy. A construção foi concluída em 1884.  O edifício abrigou até 1920  a primeira escola normal da Paraíba e, em seguida,  o Tribunal de Justiça.

O jornal A União também funcionou no mesmo endereço. Em 1982, a biblioteca foi transferida para a biblioteca do Espaço Cultural José Lins do Rego. O retorno ao prédio histórico, que também é visitado por turistas, ocorreu no ano de 1998.

O imóvel é tombado desde 1980 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep). No ano de 1911,  houve uma ampla reforma feita pelo governo João Lopes Machado. Em 2010, a biblioteca passou dez meses fechada. Foi reaberta em fevereiro de 2011 após reformas.

A biblioteca funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Os usuários podem entrar em  contato pelo telefone (83) 3218-4195  ou pelo e-mail  bibliotecapublica@gmail.com.