Fale Conosco

26 de novembro de 2012

Biblioteca da Funesc possui acervo de 100 mil obras



funesc_biblioteca_espaco_cultural_foto_jose_lins_05A fundação do espaço nos remete ao século XIX. Os usuários atuais incluem de estudantes do ensino médio a professores e pesquisadores universitários. Falamos da Biblioteca Juarez da Gama Batista, localizada no Espaço Cultural José Lins do Rego, que atualmente conta com um acervo de cerca de 100 mil obras e atende mensalmente uma média de quatro mil usuários, fazendo deste local um dos equipamentos culturais mais frequentados do Estado.

A biblioteca funciona no Espaço Cultural José Lins do Rego, desde 1982. Foi fundada em 1857 e nessa época ocupava salas do colégio Lyceu Paraibano, quando era denominada Biblioteca Pública da Paraíba. Com o mesmo nome, funcionou em prédio da Avenida General Osório, em João Pessoa, a partir de 1939, até mudar-se definitivamente para o Espaço Cultural e ganhar o nome de Juarez da Gama Batista, em homenagem ao escritor pessoense integrante da Academia Paraibana de Letras que deixou uma vasta e importante produção literária, que inclui ensaios, crônicas, discursos, conferências e prefácios.

A coordenadora da Biblioteca Juarez da Gama Batista, Cybelle Macedo Nunes, conta que o público frequentador é bem diversificado. Diariamente, frequentam a biblioteca entre 300 e 400 usuários. “A maioria é formada por pessoas que estão estudando para concursos, majoritariamente estudantes de Direito e Medicina, seguidos de estudantes do ensino médio e público em geral”, disse a bibliotecária. Já a média de empréstimos é de aproximadamente 200 livros por mês.funesc_biblioteca_espaco_cultural__cybelle_macedo_foto_jose_lins_10

Um desses usuários é o produtor cultural Flávio Junior Freitas Ferreira, que frequenta a biblioteca desde que ela foi reativada, após reforma, em 2010. Sua atual finalidade é estudar para prova de mestrado na Universidade Federal da Paraíba. Mas já fez planos para continuar frequentando a biblioteca, em 2013, e desta vez dividindo as horas de estudos entre os concursos e a seleção. “Prefiro este espaço por ser relativamente perto da minha casa e pelo ambiente em si, que favorece aos estudos. A biblioteca é ampla, climatizada e isso só tende a favorecer quem estuda”, relatou Flávio.

Estrutura – Possui um amplo espaço de dois mil m², dotado de 36 cabines individuais e para pequenos grupos. Hoje é a maior biblioteca pública da Paraíba, com um acervo de quase 100 mil obras, entre livros, periódicos, dicionários, enciclopédias, almanaques, atlas, obras em braile, cd´s, dvd´s, jornais e obras de cordel. A meta da atual administração é atingir a sua capacidade total: 250 mil volumes.

funesc_biblioteca_espaco_cultural_cybelle_macedo__foto_jose_lins_06Dentro da biblioteca, há um espaço de livros raros, que podem ser apenas consultados e não emprestados. Devem ser manipulados cuidadosamente com material apropriado, como luvas. Há obras nas línguas portuguesa, inglesa, francesa e espanhola e vários títulos do século XIX, já fragilizados pelo tempo, sendo consultados majoritariamente por pesquisadores.

Há também o espaço de periódicos (jornais, revistas, anais, etc.); obras de referência (dicionários, enciclopédias, anuários); o Setor de Autores Paraibanos, com cerca de seis mil obras; e um importante acervo em braile, contendo muitas obras de literatura brasileira e estrangeira. Cybelle Macedo nos conta que a biblioteca também abriga o Memorial Tarcísio Burity, com acervo pessoal de livros e também alguns documentos, como diplomas, certificados e homenagens ao ex-governador.

A coordenadora também relata que a Biblioteca aceita doação de livros, bastando entregá-los à coordenação e assinar um termo de doação. “Aceitamos doações pois sempre procuramos ampliar nosso acervo. Esperamos que o livro seja entregue em bom estado e caso já tenhamos muitos exemplares iguais, os repassamos a outras bibliotecas”, disse Cybelle.

Reformas – A Biblioteca Juarez da Gama Batista entrará na reforma do Espaço Cultural José Lins do Rego já autorizada pelofunesc_biblioteca_espaco_cultural_nataline_souza_foto_jose_lins_04 governador Ricardo Coutinho. As melhorias incluirão piso especial para absorção de acústica, acústica de cabines, revisões na parte elétrica e hidráulica, entre outros itens. Porém, a coordenadora afirma que anteriormente a Biblioteca passou por uma reforma que garantiu melhorias no local, resultando em um espaço agradável, confortável, climatizado, com mesas e cadeiras ergonômicas, o que, naturalmente, atrai os usuários.

Outra frequentadora que foi atraída pelo ambiente foi a nutricionista e atual ‘concurseira’ Nataline Souza de Lima. “O local é propício para estudo, é bem silencioso, possui uma estrutura boa. Aqui eu consigo concentração, que não tinha em casa. Vejo que há muitos concurseiros que estudam aqui também”, disse ela. Nataline frequenta a Juarez da Gama há um ano e a biblioteca passou a ser praticamente sua segunda casa, já que passa diariamente oito horas no local: quatro horas pela manhã e o mesmo tempo à tarde.

A presidente da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), Lu Maia, afirma que o órgão tem atualmente diversos projetos a serem submetidos ao Ministério da Cultura (Minc) e Fundação Biblioteca Nacional, concernentes à ampliação e atualização do acervo da Biblioteca Juarez da Gama Batista. “Cada Estado tem sua representação e somos o representante da Paraíba do Sistema Nacional de Bibliotecas. Nossa função é fazer a mediação nesses projetos e barganhar tais melhorias”, comentou a presidente. Entre as melhorias, além do acervo, estão projetos de ampliação da rede de internet sem fio, informatização e capacitação de funcionários.

A Biblioteca é um dos espaços da Fundação que possui maior frequência de usuários e que funciona diariamente, inclusive aos domingos – característica incomum a bibliotecas brasileiras. A presidente afirma que as maiores demandas são pelas ampliações de acervo e horários, porém, elas serão sanadas aos poucos. “Ainda assim, ampliamos alguns serviços que fazem grande diferença para os usuários, como uso de banheiros internos e disponibilização de água, que não havia antes, além de servidores que trabalham com presteza”, afirmou.

funesc_biblioteca_espaco_cultural_foto_jose_lins_02Para além da reforma anunciada pelo Governo do Estado, a presidente garante que a Fundação pretende também adquirir novos móveis e equipamentos.

Há vários projetos da Funesc que abrangem atividades que envolvem a Biblioteca, como a “Oficina do Escritor”, que começou com o evento Semana José Lins do Rego, em maio, e foi implantada como atividade oferecida ao longo do ano. A Juarez da Gama Batista exerce hoje papel de destaque em toda a Paraíba por assumir a coordenação do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, vinculado ao Ministério da Cultura (Minc) e Fundação Biblioteca Nacional. Através do sistema, dá assistência aos municípios no que diz respeito à implantação de bibliotecas, treinamento e todo apoio técnico.

Segundo a administração da Funesc, o principal objetivo da Biblioteca Juarez da Gama Batista é atuar como instituição popular e democrática de educação, cultura, informação e conhecimento.