Fale Conosco

7 de junho de 2018

Beneficiários do Procase realizam intercâmbio com cooperativa de Pernambuco



beneficirios do procase realizam intercambio com cooperativa de pernambuco 3 270x186 - Beneficiários do Procase realizam intercâmbio com cooperativa de PernambucoBeneficiários do Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), na região do Cariri Oriental, participaram na última quarta-feira (6), de intercâmbio com a Cooperativa para o Desenvolvimento da Apicultura do Nordeste (Coodapis), localizada em Pernambuco. Os participantes puderam conhecer toda a estrutura e as atividades desenvolvidas pela Cooperativa, que envolve projetos na área de apicultura, produção de polpa de frutas, produção de macaxeira, carnes e criação de peixes.

A visita fez parte das ações da Assessoria Técnica oferecida a todos os projetos produtivos apoiados pelo Procase. Na região do Cariri Oriental, as ações são realizadas pelo Instituto de Assessoria à Cidadania e ao Desenvolvimento Sustentável (IDS), que por meio de seleção pública presta serviços ao Governo do Estado da Paraíba.

O grupo que participou do intercâmbio foi formado por beneficiários da Associação de Lideranças Organizações de Agricultores e Agricultoras Familiares do Cariri Paraibano (Casaco), localizada no município de Boqueirão, onde o Procase apoia um projeto na área de horticultura; Associação dos Moradores do Sítio Porteiras, em São Domingos do Cariri, onde o projeto que está sendo desenvolvido objetiva potencializar a caprinocultura na região; Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Caraúbas, que também desenvolve um projeto com caprinocultura; e a Associação dos Apicultores e Meliponicultores de Caraúbas, que recebe apoio do Procase para fortalecimento da apicultura na região.

Os participantes tiveram a oportunidade de trocar experiências e conhecer, na prática, a história de sucesso e empreendimento de José Adelmo Cabral, presidente/fundador da Coodapis. Após a apresentação dos representantes das associações, os beneficiários conheceram de perto a integração de todos os setores da Cooperativa, feita por meio de um sistema de produção que envolve a autossustentabilidade, tanto com relação ao uso da água quanto à energia solar.

Em um primeiro momento, foi apresentado o setor de apicultura, no qual os beneficiários puderam conhecer o entreposto de mel e seu funcionamento. “Aqui somente produzimos mel por encomenda, tomando cuidado ao máximo com a qualificação do que se é produzido”, informou o presidente Adelmo Cabral. Em seguida, todos foram encaminhados para a área de pesagem e embalagem frutífera. Adelmo apresentou também o túnel de congelamento, onde são armazenadas as frutas para a produção de polpas, e explicou todo o processo de comercialização da macaxeira, que é vendida já descascada, em embalagens a vácuo.

A visita seguiu pelo campo, onde todos puderam observar como o sistema de irrigação interage com a criação de diversas espécies de peixes: panga, pirarara, pirarucu, tilápia, tilápia vermelha e surubim. A água dos tanques dos peixes, rica em nutrientes, é utilizada para irrigar o plantio, tornando o solo cada vez mais produtivo e gerando grande economia com o reuso de água. A cooperativa também economiza na ração dos peixes, uma vez que consegue produzir o alimento necessário à criação. “70% dos custos de criação de peixes é com a sua alimentação. Produzindo nossa própria ração, conseguimos economizar muito este valor”, destaca Adelmo. Foram visitados ainda os campos de banana pacovan, as plantações de uva, maracujá, goiaba, manga e outras frutas que são comercializadas por meio de polpas.

Durante o intercâmbio, os beneficiários puderam ouvir a história da cooperativa Coodapis, contada pelo próprio presidente fundador, Adelmo Cabral, que relatou as dificuldades enfrentadas no início do gerenciamento do negócio, a falta de apoio por parte de alguns e toda a ajuda que recebeu por trabalhar com uma questão fundamental para o crescimento de uma associação, o cooperativismo. Após a sua fala, houve um momento de debate, no qual os participantes puderam tirar todas as suas dúvidas sobre os processos executados, trocando experiências e adquirindo novos conhecimentos. Os representantes das Associações falaram sobre as principais dificuldades de se trabalhar hoje em suas propriedades, e puderam ouvir a experiência de Adelmo Cabral quanto à superação desses obstáculos.

Para o presidente da Associação dos Moradores do Sítio Porteiras, Diógenes Fernandes do Nascimento, os conhecimentos adquiridos foram uma lição de vida. “Ver toda essa estrutura, todo esse sucesso, que começou praticamente do nada, me fez ver que estamos no caminho certo, eu volto a pensar nos sonhos que tenho e enxergá-los como realidade”, afirmou Diógenes.

A parceria criada com este intercâmbio não trouxe apenas conhecimentos, mas renovou também a crença das associações quanto à possibilidade de obterem esse mesmo êxito em seus empreendimentos produtivos, espelhando-se na trajetória de sucesso da Coodapis.

O Procase é fruto da parceria entre o Governo do Estado da Paraíba e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), Organismo das Nações Unidas (ONU), beneficiando 56 municípios do semiárido paraibano, e visa fortalecer a agricultura familiar e contribuir para o desenvolvimento rural sustentável, reduzindo os níveis de pobreza rural e fortalecendo ações de prevenção e mitigação da desertificação.