João Pessoa
Feed de Notícias

Banco de Leite Anita Cabral completa 30 anos e recebe homenagem da ALPB

sexta-feira, 18 de agosto de 2017 - 17:24 - Fotos:  Divulgação

O Banco de Leite Humano Anita Cabral (BLHAC), que compõe a rede estadual de saúde, recebeu, na manhã desta sexta-feira (18), uma homenagem da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) em alusão aos 30 anos de funcionamento da Rede Paraibana de Bancos de Leite Humano. A sessão especial foi proposta pela deputada estadual Estela Bezerra e aconteceu no Plenário José Mariz.

Na ocasião, foram convidados para compor a mesa a diretora do Anita Cabral, Thaise Ribeiro, a gerente executiva de Atenção à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Patrícia Assunção, que representou a secretária de Estado da Saúde, Cláudia Veras, a vereadora Sandra Marrocos, além da usuária, Maria Cilene, e da doadora de leite materno, Roseane Tavares. Também estavam presentes na sessão especial as equipes dos bancos e postos de coleta de toda a rede paraibana, além dos diretores das unidades estaduais de saúde e técnicos da Secretaria de Estado da Saúde.

A abertura da sessão especial contou com a apresentação da orquestra do Programa de Inclusão Através da Música e das Artes – Prima, além da exibição de vídeos e fotografias relacionados ao aleitamento materno.

Uma das mães e usuárias do serviço que fez questão de marcar presença na audiência foi Maria Cilene, mãe de André Luiz, de um ano e oito meses, que, por causa de complicações durante o parto, nasceu de cesárea e foi interno na Unidade de Tratamento intensivo (UTI) da Maternidade Frei Damião, onde permaneceu por 47 dias.

“Eu senti na pele a importância da doação. Eu e meu filho recebemos toda a assistência da equipe do banco de leite e da Maternidade Frei Damião. É fundamental esse apoio às mães que amamentam. É muito importante ter alguém que doe o leite para os bebês, especialmente prematuros e que estão internos nos leitos dos hospitais. Devido à internação do meu bebê, não consegui amamentá-lo, mas graças às doações ele não ficou sem o alimento. Por este motivo, as mães que podem doar não deixem de contribuir. Leite é vida, é amor ao próximo”, destacou emocionada.

Kyara Lígia, mãe da pequena Isabel, de cinco anos, moradora de Baía da Traição, é exemplo de dedicação à causa. Em apenas um ano e quatro meses, doou aproximadamente 150 litros de leite materno, salvando várias vidas. “Me orgulho muito disso, considero que o suporte do banco de leite foi fundamental para esse resultado de sucesso”, declarou.

A deputada estadual Estela Bezerra avaliou o serviço como extremamente importante para a redução da mortalidade infantil, além de fortalecer o vínculo entre mãe e filho e de ser um instrumento importante para a preservação da vida humana.

Os bancos e postos de coleta do estado da Paraíba contribuem para a saúde da mulher e do bebê, já que prestam assistência e orientações no pré-natal, pós-parto e pós-alta, sobre os benefícios do leite materno, com apoio prático a amamentação, além do suporte a doação. No caso do leite doado é processado e distribuído, especialmente para os bebês prematuros ou de baixo peso, proporcionando a redução da mortalidade infantil e neonatal.

A Rede Paraibana de Bancos de Leite Humano ocupa o 1o lugar na Região Nordeste em cobertura para a população. São 26 equipamentos, sendo 21 postos de coleta e seis bancos de leite, responsáveis pela promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, além da coleta processamento, controle de qualidade e distribuição aos recém-nascidos prematuros e com baixo peso do nosso Estado. Em relação ao Brasil, apenas São Paulo e Minas Gerais possuem maior número de postos e bancos de leite que a Paraíba.

A diretora do Banco de Leite Humano Anita Cabral, Thaise Ribeiro, parabenizou todos os profissionais que compõem o serviço, além das mães doadoras e usuárias e ressaltou que “durante os 30 anos do serviço mais de 90 mil mulheres foram assistidas individualmente por cada profissional. No total, em todo o estado são 26 hospitais beneficiados pela rede paraibana de banco e postos de coleta”.