Fale Conosco

13 de dezembro de 2012

Balanço aponta aumento de transplantes renais na Paraíba



A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Central de Transplantes, participou, nessa quarta-feira (12), no Auditório do Hospital Antônio Targino, em Campina Grande, da confraternização natalina e da prestação de contas do Instituto Social de Assistência à Saúde (ISAS).

De acordo com o presidente do ISAS, Rafael Maciel, 48 transplantes de rins e 10.290 atendimentos em medicina, enfermagem, odontologia, psicologia, nutrição, fisioterapia, realização de exames e atendimentos sociais foram feitos este ano, na Paraíba.

Ainda segundo ele, de 2010 até este ano, já foram realizados no Estado 100 transplantes de rins. Rafael destacou que Campina Grande está entre os cinco maiores centros de transplantes renais das regiões Norte e Nordeste do país. Ele disse que, até 2009, a Paraíba ocupava o penúltimo lugar no Brasil. O médico destacou o trabalho de parceria como Hospital Antônio Targino, onde são efetuados os transplantes de rins, e o apoio da SES.

Para a chefe de Ações Estratégicas da Central de Transplantes do Estado, Myriam Carneiro de França, essa parceria entre o ISAS e a Secretaria Estadual de Saúde alavancaram o Programa Estadual de Transplantes, antes dessa iniciativa, a população doava os rins e a maioria ia para outros estados, porque havia poucos pacientes preparados para o transplante .

Myriam destacou que, com o ISAS, os pacientes são transplantados com maior rapidez e em maior número, porque a equipe é maior e os exames são realizados rapidamente. Desta forma, quando  há uma doação, os pacientes que estão inscritos na fila de transplante, independente de onde faça a diálise, é chamado para ser transplantado. Segundo ela, a fila é obedecida de acordo com o critério de compatibilidade genética.

“Assim sendo, o paciente chamado faz seu transplante pelo SUS e é acompanhado pelo seu médico para toda vida e ainda recebe todos os remédios que são distribuídos gratuitamente pela Secretaria de Saúde do Estado”, disse Myriam.

Participaram do evento cerca 100 pessoas entre transplantados, colaboradores, voluntários, gestores e representante do Governo do Estado.  Na programação aconteceram homenagens ao amigo do ISAS 2012 (institucional e pessoa física) e ao voluntário 2012.

A Clínica Dr. Wanderley recebeu a homenagem institucional, a pessoa física homenageada foi o Cardiologista Gustavo Souto e a voluntária escolhida foi Maria José Alcântara.

O presidente da Associação dos Pacientes Renais da Paraíba, Carlos Roberto Lucas, 49 anos, militar reformado da Marinha, enalteceu o trabalho desenvolvido pelo ISAS e pelo Governo do Estado. Para ele, sem a parceria dos dois órgãos não haveria transplantes de rins na Paraíba.