Fale Conosco

18 de novembro de 2012

Balaio Circense transforma Capital em picadeiro a partir desta segunda-feira



Urso amigo batucada2O II Balaio Circense – Festival Internacional de Circo será realizado a partir desta segunda-feira (19) até dia 25 deste mês, em João Pessoa, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult-PB), Funesc e Sebrae. Uma das novidades da edição deste ano é que o evento ocupará cinco diferentes pontos da cidade, descentralizando toda sua programação. Da zona sul ao centro, a capital paraibana se transformará em um grande picadeiro para receber os mais de 50 artistas de circo vindos de diferentes estados brasileiros e países. Todas as atividades são gratuitas e acontecerão no Ponto Cem Réis, Espaço Cultural, Praça da Paz (Bancários), Theatro Santa Roza, Café Empório (Tambaú).

Nesta edição, o projeto homenageia Dadá Venceslau, que além de palhaço é artista plástico. Como parte da homenagem, o evento inclui uma exposição com obras do artista, intitulada “E o Palhaço, o que é?”, que pode ser visitada até a sexta-feira (23), no Sesi.

Na segunda-feira (19), quem passar pelo Centro de João Pessoa será convidado a participar de uma passeata nada convencional. É a “Palhaceata”, que reunirá palhaços de várias partes da cidade e será animada pelo grupo Urso Amigo Batucada. Começando às 15h, no Theatro Santa Roza, a caminhada de palhaços seguirá para o Ponto Cem Réis, onde será apresentado o espetáculo “Cuidado! Um palhaço mau pode arruinar a sua vida”, com o Palhaço Chacovachi (Argentina).

Na terça-feira (20), será a abertura oficial do evento, com o espetáculo “Curta a Temporada”, do Circo Vox (SP). A apresentação será às 20h, no Theatro Santa Roza, em parceria com o projeto “Teatro à Boca da Noite”, desenvolvido pelo Sesc, que cedeu a pauta do teatro. Outra ação está programada para a mesma noite, às 22h. Trata-se do “Sarau em Verso e Prosa”, que fará uma atividade integrada com os participantes do evento no bar Café Empório, em Tambaú. A Rua Sagrado Coração de Jesus, em frente ao bar, será interditada para a passagem de veículos, dando espaço aos elementos circenses.

Na quarta-feira (21), serão apresentados dois espetáculos na Praça da Paz (Bancários). Às 19h, o público poderá ver “As Engraxadinhas”, da Cia Lua Crescente (João Pessoa, PB). Às 20h30, o Circo Vox apresentará “Arruaça”. Na quinta-feira (22), no mesmo local, mais dois grupos paraibanos tomarão conta do picadeiro. Às 19h, o “American Circo” entra em cena. Às 20h30, a Trupe Pirulito encena “1, 2, 3… Conto Outra Vez”.

Na sexta-feira (23), a Praça da Paz recebe “De Volta ao Picadeiro”, com a família Los Iranzi (João Pessoa, PB), às 19h. Na sequência, às 20h30, o grupo Namakaca (São Paulo, SP) apresenta “É Nóis na Xita”. No sábado (24), a Trupe Arlequin (João Pessoa, PB) chega questionando “Por que não Servem Pizza no Natal?”. A apresentação será às 19h. Em seguida, às 20h30, uma atração internacional ocupará a praça. Giullari del Diavolo (Itália) apresentará “Nas Nuvens”.

No domingo (25), Dadá Venceslau (João Pessoa, PB), homenageado do festival, fará o público rir com o espetáculo “Dadá Canta Outra Vez”, às 19h30. A outra atração da noite vem da Argentina. É o palhaço Tomate, que apresentará “Tomate, Puro Tomate”.

Audiovisual no Balaio – Um recorte da produção audiovisual brasileira com a temática circense será apresentado em três sessões cineclubistas. É o “Cine Circo”. Serão exibidos curtas e longas metragens,  a exemplo do vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro,  “O Palhaço”, de Selton Melo. Completam a programação, a realização de um sarau poético, uma roda de diálogos e o encontro do Fórum Paraibano de Circo.

Formação – Mais do que diversão, a programação do II Balaio Circense oferece ao público duas oficinas com objetivo de contribuir para a formação profissional. A primeira, “Artes do ar!”, será ministrada por Elena Cerântola e Paulo Cerello, integrantes do Circo Vox, no período de 19 a 21 de novembro, no Teatro de Arena do Espaço Cultural, às 10h. As aulas terão como foco o preparo aéreo técnico e artístico com o objetivo de conduzir o aluno à montagem do seu próprio número.

A segunda oficina será “Manual e Guia do Palhaço de Rua”, com o argentino Fernando Cavarozzi Chacovachi, palhaço de rua há 30 anos. As aulas acontecem no período de 19 a 21 de novembro, na Sala Verde do Espaço Cultural, às 9h.

Chacovachi apresentou-se em importantes festivais de teatro, em ruas e lugares populares, vilas de centenas de cidades e países. Por 16 anos, foi o palhaço da Plaza Francia, em Buenos Aires. É referência incontestável de artistas de rua da Argentina e inspirou vários palhaços da América do Sul e Espanha.

Clique aqui e confira a programação completa.